Iniciativa privada segue mobilização pelo RS

Buscar

Iniciativa privada segue mobilização pelo RS

Buscar
Publicidade

Marketing

Iniciativa privada segue mobilização pelo RS

Companhias anunciam doações, enquanto Governo Federal encaminha ação de suspensão do pagamento da dívida do Rio Grande do Sul com a União para financiar reconstrução


13 de maio de 2024 - 18h21

As chuvas continuam assolando a região Sul do Brasil. Segundo o balanço da Defesa Civil, divulgado no domingo, 12, chegou a 145 o número de pessoas mortas em decorrência das inundações e 447 municípios foram afetados. Um relatório da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs) estimou que as cheias atingiram 80% da atividade econômica do estado.

Doações para o RS

Alagamento no município de Canoas, no Rio Grande do Sul (Crédito: Nelson Almeida / Getty Images)

Na tarde desta segunda-feira, 13, em uma reunião entre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, o Governo Federal confirmou a suspensão do pagamento da dívida do Rio Grande do Sul com a União por três anos.

A medida ainda será analisada pelo Congresso e, se aprovada, será sancionada como projeto de lei complementar. Os juros sobre o estoque da dívida também serão zerados. Se sancionado, o projeto pode liberar R$ 23 bilhões para o caixa do estado até 2027.

Segundo a coluna da jornalista Mônica Bergamo, o Ministério da Fazenda estaria desenhando um programa de auxílio para as famílias desabrigadas do Rio Grande do Sul.

Doações para o RS

Do lado da iniciativa privada, as companhias continuam realizando doações para a população atingida. A Itaúsa fará uma doação de R$ 6 milhões, dividida em três etapas. São elas: apoio emergencial com itens de primeira necessidade, apoio ao legado para reconstrução de escolas e postos de saúde e apoio aos municípios com planos de emergência climática e ações de recuperação econômica.

No fim de semana, a Betano em parceria com o Atlético Mineiro adquiriu os 46 mil ingressos para partida contra o Grêmio, que foi adiada pela CBF, e convidou o público a apoiar a causa comprando ingressos solidários. Toda a renda será revertida para Cufa para auxiliar a população no Rio Grande do Sul.

Também por meio da Cufa e em parceria com o Instituto Alok, a marca de máquinas de limpeza Wap está doando roupas, sapatos, itens de higiene e mais de 500 lavadoras de alta pressão, aspiradores de pó e extratoras de sujeira.

A Rede de Farmácias Pague Menos está distribuindo medicamentos de uso contínuo gratuitamente em cinco lojas de Porto Alegre. Os remédios poderão ser retirados até o dia 31 de maio ou enquanto durarem os estoques. A companhia também fez uma série de doações de produtos de higiene, roupas e alimentos em parcerias com a Associação Médica do Rio Grande do Sul e com a Unilever.

O Grupo Heineken, por meio de seu pilar social e em parceria com a Associação Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis (Ancat), o Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR), e a União Nacional dos Catadores (Unicatadores), criará um plano de ações emergenciais para as cooperativas do estado. A expectativa é impactar mais de dois mil catadores.

Confira aqui outras iniciativas desenvolvidas pelas marcas.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • CMOs são profissionais mais procurados pelas bets no Brasil

    CMOs são profissionais mais procurados pelas bets no Brasil

    Após regulamentação das casas de apostas no País, empresas buscam lideranças estratégicas no mercado local, apontam dados da Michael Paige

  • Os planos da NBA House para 2024

    Os planos da NBA House para 2024

    Com formato maior, liga pretende trazer mais experiências imersivas para os fãs de basquete e mais interações com as marcas