Consumidores pesquisam mais antes de comprar, mostra levantamento

Buscar

Consumidores pesquisam mais antes de comprar, mostra levantamento

Buscar
Publicidade

Marketing

Consumidores pesquisam mais antes de comprar, mostra levantamento

Pesquisas da Ipsos e da Offerwise encomendadas pelo Google indicam mudanças no consumo consolidados desde a pandemia

Fill out the form below to send a message:


23 de março de 2023 - 9h29

Sabe-se que o consumo passou por mudanças durante a pandemia. E o período que sucedeu a crise sanitária leva uma herança em relação aos hábitos obtidos ao longo dos três últimos anos. Levantamentos encomendados pelo Google revelam a consolidação do consumo intencional.

Mudanças no consumo

Mesmo após a pandemia, e-commerce segue forte (Créditos: PhotoMix/Pexels)

Uma das pesquisas, realizadas pela Offerwise, indica que nove em cada dez brasileiros passaram a pesquisar mais antes de adquirir um produto, seja no e-commerce ou lojas físicas. Ao todo, foram ouvidos 2 mil brasileiros maiores de 16 anos que realizaram compras on-line pelo menos uma vez nos seis meses que antecederam janeiro, mês em que as consultas foram feitas.

Sobre meios de pagamento, 65% da amostragem ouvida afirmou ter a expectativa de usar mais o Pix para compras. Ademais, foram citadas as carteiras digitais (47%), os cartões de crédito (41%) e débito (36%). Contudo, 51% esperam que novas soluções surjam nos próximos anos.

Mudanças no consumo e a popularidade do e-commerce

O comércio eletrônico cresceu 82% entre a população. A modalidade que se intensificou no período de pandemia fez com que 47% da amostra comprasse, pela primeira vez, produtos de limpeza, por exemplo. Na sequência, aparecem alimentos e bebidas (47%), medicamentos (46%), produtos para pets (45%) e roupas, calçados e acessórios (41%).

Ao que tudo indica, o tempo gasto na jornada de compra online não mudou muito desde a pandemia. 64% do tempo dos brasileiros foi destinado à pesquisa sobre compras de Natal na Internet no ano passado. Apenas dois pontos percentuais abaixo do visto em 2020. As informações são de levantamento da Ipsos, que consultou cerca de 3.700 cidadãos entre outubro de 2022 e janeiro deste ano.

Do mesmo modo, o smartphone vem se mostrando um canal popular para as compras. No último Natal, 87% dos brasileiros realizaram pesquisas sobre itens de desejo no aparelho.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • O Boticário cria marca de perfumaria para a casa

    O Boticário cria marca de perfumaria para a casa

    Com o nome de Casa 214, divisão terá produtos de perfumaria para os ambientes do lar; campanha começa a ser apresentada ao público

  • Explosão de dengue impacta estratégias de marcas de repelentes

    Explosão de dengue impacta estratégias de marcas de repelentes

    Repelex, SBP e Xô Inseto são exemplos de marcas que traçaram novas estratégias de marketing em meio à epidemia da doença