Rio recebe evento de vinho

Buscar
Publicidade

Marketing

Rio recebe evento de vinho

Após a edição de 2013, Rio Wine and Food Festival aporta na capital carioca entre os dias 15 e 21 de setembro


9 de setembro de 2014 - 12h56

O Rio de Janeiro recebe na semana que vem, entre os dias 15 e 21 de setembro, mais uma edição do Rio Wine and Food Festival (RWFF). O evento busca atrair o grande público em torno do vinho e da gastronomia, desmistificando e democratizando a bebida. Com ações em toda a cidade, ele envolverá restaurantes refinados e botecos, em diversos bairros da capital carioca. A organização é da Baco Multimídia, empresa que atua na geração de conteúdo e em eventos e edita a revista Baco, entre outros produtos editoriais.

A abertura do festival será no hotel Copacabana Palace, com um jantar, onde será anunciado o melhor sommelier do ano, além da personalidade, produtor e revelação. Ao longo da semana haverá o seminário “Vinho & Mercado”, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas. Também está previsto o movimento “Rolha Zero”, no qual uma centena de estabelecimentos não cobrarão a taxa de rolha para os consumidores que levarem seus vinhos. O evento conta também com um leilão beneficente, onde serão disponibilizadas safras selecionadas da bebida.

Como novidade, a edição deste ano do Rio Wine and Food Festival terá uma uma feira de vinhos, que acontecerá no clube Piraquê, na Lagoa. A ideia é aquecer o mercado com a presença de produtores nacionais e, principalmente, internacionais. Outra inovação do evento em 2014 será o Wine Bus, um ônibus com as cores do festival que circulará pelos principais pontos turísticos do Rio de Janeiro.

wraps

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Para líderes, investimento em ESG está conectado à reputação

    Para líderes, investimento em ESG está conectado à reputação

    Pesquisa indica motivações de CEOs e C-level para adoção de práticas de ESG; alta gestão aponta, ainda, imagem da marca e melhora na gestão da empresa

  • Plataformas asiáticas de e-commerce divergem sobre taxação

    Plataformas asiáticas de e-commerce divergem sobre taxação

    Marketplaces como Aliexpress e Shopee manifestaram-se sobre decisão da Câmara de taxar em 20% compras internacionais acima de US$ 50