Copa do Mundo Feminina 2023: onde será e como assistir aos jogos?

Buscar

Copa do Mundo Feminina 2023: onde será e como assistir aos jogos?

Buscar
Publicidade

Mídia

Copa do Mundo Feminina 2023: onde será e como assistir aos jogos?

Competição será exibido pela primeira vez pela Globo na TV aberta e terá 32 seleções na disputa pela taça


14 de fevereiro de 2023 - 8h00

copa do mundo feminina 2023

Imagem: Reprodução/Instagram

A Copa do Mundo Feminina de 2023 volta depois de quatro anos para definir a seleção campeã da nona edição do torneio. 

Desta vez, o evento terá dois países-sede e acontecerá entre 20 de julho e 20 de agosto de 2023, com 32 equipes disputando a taça mundial. 

Entre os países participantes estão Brasil, França, Alemanha e Estados Unidos, vencedor da última edição e atual campeão da Copa do Mundo de futebol feminino. 

Enquanto os times se preparam para a disputa que está por vir, vale a pena dar uma olhada nas principais informações sobre o evento mundial de futebol feminino para entender como acompanhá-lo.

Copa do Mundo Feminina 2023

Depois da Copa do Mundo masculina no Catar, 2023 é o ano das seleções do futebol feminino buscarem a conquista do campeonato mundial.

A Copa do Mundo Feminina traz novidades para a edição de 2023, incluindo uma ampliação no número de times competidores: essa é a primeira vez que o evento terá 32 seleções na disputa do título – oito a mais do que no torneio anterior, realizado em 2019.

O formato da competição é o mesmo do mundial masculino. A disputa começa com oito grupos de quatro países e, entre eles, os dois primeiros colocados na pontuação de cada grupo classificam-se para as fases de mata-mata. 

Onde será a Copa do Mundo Feminina?

onde acontece a Copa do Mundo feminina 2023

Imagem: Pexels/Ben Mack

A Copa do Mundo Feminina de 2023 acontece na Austrália e na Nova Zelândia. Essa é a nona edição do evento, que pela primeira vez terá dois países-sede para receber as seleções.

Essa também é a primeira vez dos países como anfitriões. Tanto a Austrália como a Nova Zelândia nunca receberam um mundial de futebol profissional antes. 

Segundo a FIFA, mais de 500 mil ingressos já foram vendidos para o torneio. A expectativa da organização é receber 100 mil torcedores somente no jogo de abertura.

Quando começa a Copa do Mundo Feminina 2023?

A partida de estreia da Copa do Mundo Feminina de 2023 está marcada para o dia 20 de julho. A primeira disputa da competição será entre Nova Zelândia e Noruega, no estádio Eden Park, em Auckland, na Nova Zelândia. 

O mundial de futebol feminino segue até o dia 20 de agosto de 2023, data da grande final, que será sediada no Estádio Olímpico de Sydney, na Austrália. 

A Visa foi a primeira marca a ser confirmada como patrocinadora do campeonato, já em 2021. Além dela, a Xero, empresa de software, também fechou contrato com a FIFA para a Copa do Mundo.

Onde assistir aos jogos?

Os jogos da nona edição da Copa do Mundo Feminina serão transmitidos pelo Grupo Globo em TV aberta, mas também será possível acompanhar as partidas online. Será a primeira vez que a Globo exibirá a principal competição feminina de futebol na TV aberta.

Na internet, o site do ge ficará responsável pelas transmissões, assim como o streaming Globoplay. 

Já nos canais fechados, será possível assistir às disputas das seleções femininas pelo SporTV.

O primeiro jogo do Brasil será no dia 24 de julho, na cidade de Adelaide. O adversário da seleção brasileira será definido nos playoffs intercontinentais, em fevereiro. 

Além disso, a CazéTV transmitirá a competição. O canal, que pertence ao streamer Casimiro Miguel, transmitirá um jogo por dia, além de highlights das outras partidas. Esse é o mesmo modelo utilizado na exibição dos jogos da Copa do Mundo masculina, em 2022. A jornalista e apresentadora Fernanda Gentil estará presente nas transmissões, acompanhando a seleção brasileira em sua trajetória e em outros conteúdos do canal.

Seleção brasileira na Copa do Mundo de futebol feminino 2023

Desde o início da competição mundial feminina de futebol, a seleção brasileira nunca levou a taça para casa. O mais próximo foi em 2007, quando o time perdeu a final contra a Alemanha por 2 x 0, ficando com o segundo lugar do torneio.

Na primeira fase, Brasil começa enfrentando o adversário do torneio classificatório e depois joga contra a França, no dia 29 de julho, em Brisbane, na Austrália.

Para fechar as competições da etapa de grupos, a seleção brasileira tem uma partida contra a Jamaica no dia 2 de agosto, em Melbourne, também na Austrália. 

Patrocinadores da seleção feminina de futebol

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) conta com uma lista de patrocinadores dividida em três categorias: 

patrocinadores master: Nike, Guaraná Antarctica, Vivo e Itaú;

– patrocinadores: Mastercard, Gol, Bitci Technology, FreeFire, Kwai, Zé Delivery, Cimed, Fiat, Pague Menos, Semp TCL, Kavak e Rappi;

– cotas de apoio: 3 Corações, Technogym, StatSports, Kin Analytics e Globus Italian Excellence (2021).

A CBF assinou contrato com a Rappi, aplicativo de delivery, pouco antes da Copa do Mundo Masculina de 2022, ultrapassando assim a marca de 20 patrocinadores.

Desde 2021, a seleção brasileira feminina de futebol também conta com o patrocínio da Neoenergia, empresa que faz parte do grupo espanhol Iberdrola. 

patrocinadores copa do mundo feminina em 2023

Créditos: Thais Magalhães/CBF

A Nike é o parceiro mais antigo da CBF, acompanhando as seleções brasileiras desde 1995. 

História da Copa do Mundo de Futebol feminino

A história da Copa do Mundo de futebol feminino começa oficialmente no início dos anos 90, quando a FIFA passa a organizar o evento.

O campeonato mundial teve sua primeira edição em 1991, e seguiu a lógica da competição masculina, sendo realizado a cada quatro anos. 

Com o passar do tempo, a competição evoluiu e ampliou o número de participantes: a disputa começou com 12 países, aumentou para 16 em 1999 e depois para 24 em 2015. Hoje são 32 seleções competidoras.

Nos últimos anos, o futebol feminino vem ganhando atenção de marcas e veículos, como do Grupo Globo, que adquiriu os direitos de transmissão do evento e será o principal responsável pela cobertura dos jogos da Copa do Mundo feminina de 2023.

história da Copa Mundial feminina de futebol

Imagem: Shutterstock

Outro exemplo do interesse crescente dos veículos de comunicação no futebol feminino é a aquisição dos direitos de transmissão da Copa América pelo SBT, que aconteceu em junho de 2022. Cada um desses passos amplia a visibilidade do esporte.

Quando surgiu?

A primeira edição da Copa do Mundo de futebol feminino aconteceu em 1991, sediada na província de Guangdong, na China.

Na época, o torneio foi realizado entre 16 de outubro e 30 de novembro, com 12 países participantes, incluindo o Brasil. 

Ao todo, foram 26 partidas disputadas para definir a seleção vencedora na competição. Na edição de estreia, a taça foi conquistada pelo time feminino dos Estados Unidos.

Quais foram as seleções campeãs mundiais de futebol feminino?

Ao longo das oito edições da Copa do Mundo Feminina, quatro países conquistaram a vitória e levantaram a taça do torneio.

Entre eles, a seleção dos Estados Unidos é a que mais tem títulos até agora, conquistando o lugar de tetracampeã do mundial de futebol feminino.

Além de vencer a primeira edição do campeonato, em 1991, o time estadunidense é o atual campeão mundial da competição feminina: a seleção ganhou a final de 2019 contra os Países Baixos por 2 x 0, na França.

Confira as seleções campeãs ao longo das oito edições já realizadas da Copa do Mundo de futebol feminino:

– Estados Unidos: campeão em 1991, 1999, 2015 e 2019;

– Alemanha: campeã em 2003 e 2005;

– Noruega: campeã em 1995;

– Japão: campeão em 2011.

Resumo do tema

A Copa do Mundo Feminina de 2023 será realizada entre 20 de julho e 20 de agosto, pela primeira vez em dois países-sede: Nova Zelândia e Austrália. Também de forma inédita, a competição contará com 32 seleções participantes.

Para acompanhar os jogos, é possível escolher entre a transmissão em TV aberta, na Globo, ou em canal fechado, no SporTV. Além disso, há a opção de assistir às partidas online, pelo site do ge.

O primeiro jogo da seleção brasileira acontece no dia 24 de julho às 8h, com adversário a ser definido de acordo com as etapas de playoffs. A escalação oficial do time ainda será divulgada.  

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Nova plataforma de streaming do SBT já tem 5 patrocinadores

    Nova plataforma de streaming do SBT já tem 5 patrocinadores

    Com previsão de lançamento para o segundo semestre, +SBT terá acesso gratuito ao público e exibição de anúncios publicitários

  • Warner Bros Discovery e SBT preparam programação especial para a final da Champions

    Warner Bros Discovery e SBT preparam programação especial para a final da Champions

    Com grade diferenciada e cobertura extensa de pré e pós jogo, emissoras trazem programas, boletins e novidades para marcas