Discord inaugura exibição de anúncios para incrementar receita

Buscar

Discord inaugura exibição de anúncios para incrementar receita

Buscar
Publicidade

Mídia

Discord inaugura exibição de anúncios para incrementar receita

De acordo com The Wall Steet Journal, a plataforma irá implementar o formato junto a fabricantes de jogos para impulsionar receita


2 de abril de 2024 - 10h44

O Discord passará a exibir anúncios, segundo o The Wall Street Journal. A oferta inicial deverá ser feita a desenvolvedores de videogames.

Discord

(Crédito: Iljanaresvara Studio/shutterstock)

A inclusão de publicidade na plataforma ocorre após quase dez anos de sua fundação. Até então controversa à estratégia, a mudança de rota sobre anunciantes chega para incrementar a receita. Anteriormente, o CEO, Jason Citron, afirmou que o Discord não dependeria da venda de anúncios, como vem ocorrendo com outras redes sociais.

A partir da semana que vem, os usuários passarão a visualizar publicidade por meio de “Missões Patrocinadas”, com espécies de anúncios gameficados exibidos na parte inferior esquerda da tela. À medida em que completarem missões enquanto pelo menos um amigo assiste via Discord, receberão brindes. O formato é uma alternativa à inserção de anúncios intrusivos à experiência na plataforma.

A segmentação será feita a partir de dados de comportamento de jogo, idade e localização. A reportagem do WSJ aponta, contudo, que os usuários terão a oportunidade de desativar os anúncios personalizados nas configurações. As missões ainda serão exibidas no inventário ou em entradas contextuais, como atividade de amigos, por exemplo.

A necessidade de incrementar receita vem algum tempo após o auge do Discord durante a pandemia. Sua principal fonte de receita junto a 200 milhões de usuários vem de planos de assinatura, que permitem que usuários enviem arquivos pesados via a própria plataforma.

No começo deste ano, o Discord demitiu 170 colaboradores. De acordo com o WSJ, a companhia deverá recrutar pessoal para o departamento de vendas. Além disso, à Bloomberg no mês passado, Citron comentou que a plataforma não descarta realizar um IPO em algum momento.

Publicidade

Compartilhe

Veja também