Google assina acordo para criar centro de pesquisa em São Paulo

Buscar

Google assina acordo para criar centro de pesquisa em São Paulo

Buscar
Publicidade

Mídia

Google assina acordo para criar centro de pesquisa em São Paulo

As obras de modernização do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) começam em setembro de 2024; Google já começa a compor a equipe de engenheiros e desenvolvedores


21 de fevereiro de 2024 - 16h22

“Nada mais natural que a gente fazer algo que já funcionou muito bem no Brasil que é a famosa café com leite, juntando as potencialidades de Minas e São Paulo”, disse Fábio Coelho, presidente do Google Brasil e vice-presidente da Google Inc. (Crédito: Divulgação)

O Google investe no Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) em São Paulo. O acordo entre a empresa e a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação foi assinado pelo governador Tarcísio de Freitas; Fábio Coelho, do Google e os representantes do IPT no Palácio dos Bandeirantes nesta quarta-feira, 21.

Pelos próximos dez anos, o Google vai desenvolver pesquisas relacionadas à inteligência artificial, privacidade e segurança digital. Com isso, os espaços de pesquisa serão alocados no prédio 1 no IPT, que serão reformados para empreitada.

Ao mesmo tempo em que preserva a arquitetura original de 1940, o espaço vai ser modernizado ao estilo Google. Com 7 mil m2 e capacidade para 400 pessoas, as obras serão iniciadas em setembro desse ano, na Cidade Universitária, e a previsão de entrega é para 2026.

O que o Google faz no Brasil?

Além do centro de São Paulo, o Google já possuí o centro de pesquisa e engenharia em Belo Horizonte, em Minas Gerais. Sendo o único centro da empresa na América Latina, até o momento, o centro de BH ajudou na otimização de ferramentas de buscas e parcerias, como as pesquisas de voz que utilizam de fontes oficiais. “Nada mais natural que a gente fazer algo que já funcionou muito bem no Brasil, que é a famosa café com leite, juntando as potencialidades de Minas e São Paulo”, disse Fábio Coelho, presidente do Google Brasil e vice-presidente da Google Inc, na cerimônia.

Questionada sobre a participação dos centros de pesquisa no Brasil no desenvolvimento do Google Bard e outros programas de IA, os porta-vozes mencionaram que as equipes no Brasil estão integradas com o projeto global da empresa. “A IA já faz parte das soluções do Google desde 2016, temos soluções que trazemos para o mercado brasileiro, que melhoram a comunicação das empresa”, diz Coelho e acrescenta: “Sobre o Bard, apenas o futuro dirá”.

Google no Instituto de Pesquisa Tecnológicas

O complexo do IPT é composto por 65 prédios e, uma parcela deles, foi financiada por empresas em parcerias semelhantes a do Google, como Gerdau, Lenovo e Vale. Além da reforma dos espaços, as empresas parceiras contribuem para manutenção dos serviços e do ambientes do IPT.

O governador de São Paulo ressaltou que a parceria entre empresas privadas, o Estado e as faculdades é fundamental para o desenvolvimento tecnológico do Brasil. “Nós queremos ter nossos unicórnios”, comentou Freitas sobre a parceria do IPT e do Estado enquanto aceleradores de startups.

Entre as frentes de trabalho do centro de engenharia e pesquisa do Google está o desenvolvimento de programas relacionados à segurança pública. Porém, o secretário Vahan Agopyan ressalta que o objetivo dessa linha de investimento é fomentar a pesquisa. Além disso, o Google já tem uma parceria com o Ministério da Justiça e Segurança Pública no aplicativo Celular Seguro. “Apesar do centro só ficar pronto daqui dois anos, já estamos contratando pessoas para esse centro”, diz Coelho. Apesar disso, o Google já está realizando contratações para diversas aéreas em São Paulo.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Fora do BBB 24, Beatriz Reis já faz ‘publi’ para a própria Globo

    Fora do BBB 24, Beatriz Reis já faz ‘publi’ para a própria Globo

    Participante do reality aparece em vídeo publicado nas redes sociais da emissora convidando o público a acompanhar as três novelas da grade

  • Músicas de Taylor Swift retornam ao TikTok

    Músicas de Taylor Swift retornam ao TikTok

    Canções da cantora estavam fora da plataforma devido a impasses em contrato de licenciamento com a Universal Music, gravadora que a representa