Marcas aproveitam o buzz do Koo para fazer ações

Buscar

Marcas aproveitam o buzz do Koo para fazer ações

Buscar
Publicidade

Mídia

Marcas aproveitam o buzz do Koo para fazer ações

Alternativa ao Twitter, rede social indiana viraliza no Brasil pelo significado da sua pronúncia em português; marcas aproveitam o buzz para engajar consumidores


18 de novembro de 2022 - 16h35

Quem tem Koo tem medo de perder o Twitter! A rede social indiana Koo se tornou viral nesta sexta-feira, 18, quando usuários começaram a divulgar alternativas ao uso do Twitter após alertas de que o aplicativo pudesse ser descontinuado por decisões de Elon Musk, novo proprietário da plataforma.

O Koo se tornou assunto de diversas conversas (acumulando mais de 128 mil publicações até o momento) por conta do significado de sua pronúncia em português. As marcas não perderam tempo e aderiram à brincadeira, algumas apenas entrando na conversa e outras criando contas no Koo e ações a partir do engajamento dos clientes.

Assim como Twitter, aplicativo indiano Koo tem uma ave como logo (Crédito: Ravi Sharma1030/Shutterstock)

Assim como Twitter, aplicativo indiano Koo tem uma ave como logo (Crédito: Ravi Sharma1030/Shutterstock)

A Serasa anunciou no Twitter que os primeiros usuários que abrirem o aplicativo e usarem a hashtag #MeAjudaSerasa irão ganhar uma pelúcia do mascote boletinho. “Nada como abrir o Koo e ainda ganhar um mimo, né?! Responda o tweet com o print e #MeAjudaSerasa”, diz a publicação. A empresa ainda marcou o Ponto Frio para se unir à rede indiana.

O Burger King também fez ofertas. Na própria plataforma do Koo, a rede de fast-food anunciou o “Koo-pom” “BFDOBK” para que os clientes ganhem R$ 10 de desconto em compras acima de R$ 30 reais até 30 de novembro.

No Twitter, logo após publicar “tentando explicar pro meu chefe que koo é um aplicativo e não qualquer outra coisa que pode se passar na cabeça dele”, o BK respondeu ao primeiro Tweet sobre o tema com o link para seu perfil na plataforma.

O Burger King também interagiu com demais empresas que engajaram na conversa sobre o Koo. Respondendo a um usuário, a rede chamou a Netflix para participar; avisou ao Prime Video e ao Ponto Frio que já tem conta; e interagiu com Guaraná Antártica e Duolingo sobre o assunto.

A marca de conservativos Olla aproveitou o propósito do seu produto para pedir que usuários chamarem caso eles forem “liberar o Koo”, além de convidar a Lu, do Magalu, a seguir seu perfil ao responder uma pergunta publicada pela própria varejista na rede.

O Ponto Frio esteve acompanhando os desfechos do Twitter desde a madrugada desta sexta-feira, 18, quando os usuários começaram a debater o fim do Twitter. Nesta tarde, o mascote Penguim fez quatro publicações sobre o tema.

Aplicativo considera mudar de nome

Diante da alta demanda de brasileiros se unindo à plataforma, o Koo passou a publicar em português na sua conta no Twitter. A empresa esclareceu que o nome se refere ao som da ave que simboliza o app e fez uma enquete para entender se o público brasileiro gostaria que eles alterassem o nome da marca.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Nova plataforma de streaming do SBT já tem 5 patrocinadores

    Nova plataforma de streaming do SBT já tem 5 patrocinadores

    Com previsão de lançamento para o segundo semestre, +SBT terá acesso gratuito ao público e exibição de anúncios publicitários

  • Warner Bros Discovery e SBT preparam programação especial para a final da Champions

    Warner Bros Discovery e SBT preparam programação especial para a final da Champions

    Com grade diferenciada e cobertura extensa de pré e pós jogo, emissoras trazem programas, boletins e novidades para marcas