Iza é a primeira brasileira negra a se apresentar no palco principal do Rock In Rio

Buscar
Publicidade

Women to Watch

Iza é a primeira brasileira negra a se apresentar no palco principal do Rock In Rio

A cantora fez um show no Placo Mundo repleto de homenagens a artistas negros e trouxe elemento surpresa que emocionou o público


5 de setembro de 2022 - 16h31

Por Lídia Capitani

A cantora Iza fez história no Rock In Rio deste ano. A artista se apresentou na noite do domingo, 4 de setembro, como a primeira mulher negra brasileira a fazer parte do line-up do Palco Mundo, o principal espaço de shows do festival. Esta é a sua terceira participação como artista no evento: a primeira foi em 2011, quando cantou no palco Sunset ao lado do rapper americano CeeLo Green, e a segunda em 2019, onde retornou ao mesmo lugar e recebeu Alcione para cantarem juntas. 

A carioca foi escalada para substituir o grupo de rap Migos e precedeu os shows dos artistas norte-americanos Demi Lovato e Justin Bieber, muito aguardados pelo público. Entretanto, a dona da “Ginga” fez bonito e emocionou os fãs com uma performance repleta de grandes homenagens a artistas negros. 

Quase ao final do show, a cantora recebeu a sua mãe, Isabel Cristina, professora de música, que tocou piano ao lado da filha numa performance de “No Woman no Cry”, de Bob Marley. A apresentação prestou homenagem a mulheres negras brasileiras como Zezé Motta, Sheron Menezzes, Djamila Ribeiro, Taís Araújo e Majur, que figuraram no vídeo exibido no telão durante a música.

“Senhoras e senhores, com vocês, minha mãe, Isabel Cristina”, apresentou Iza a uma multidão que as aplaudia fortemente. Após um caloroso abraço entre as duas, a artista se ajoelhou para ser coroada pela mãe ao som de “Dona de Mim”, um de seus maiores hits. 

O show foi acompanhado de bailarinos, também negros, e imagens de artistas afrodescendentes igualmente coroados como realeza da música brasileira, como Martinho da Vila, Elza Soares e Alcione. Os tributos não pararam por aí — além de trazer seus maiores sucessos e faixas novas, o coral de backing vocals apresentou músicas de Beyoncé, Jorge Ben Jor e Elza Soares durante as transições de roupas da artista.

Iza se junta à lista de mulheres negras que passaram pelo palco mundo da edição brasileira do festival desde seu início, em 1985. Já estiveram por ali Rihanna, Alicia Keys, Angélique Kidjo, Janelle Monae e Beyoncé.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Women to Watch: conheça as homenageadas de 2024

    Women to Watch: conheça as homenageadas de 2024

    Iniciativa destaca a trajetória e o potencial de impacto das carreiras de seis profissionais da indústria da comunicação

  • Isabel Nascimento: o poder das narrativas femininas no audiovisual

    Isabel Nascimento: o poder das narrativas femininas no audiovisual

    A diretora e co-criadora da Hysteria, núcleo da Conspiração Filmes, fala sobre o cuidado de contar histórias de mulheres e a força da colaboração por trás das câmeras