Empreendorismo materno: conheça negócios de mães para mães

Buscar
Publicidade

Women to Watch

Empreendorismo materno: conheça negócios de mães para mães

InterPrêta, Maternidade nas Empresas, Poppins, B2Mamy e Filhos no Currículo são alguns exemplos de iniciativas por e para mães 


29 de maio de 2024 - 17h20

O empreendedorismo feminino tem ganhado destaque no Brasil, especialmente entre mulheres que, ao vivenciarem a maternidade e os desafios do mercado de trabalho, decidiram transformar suas dores em soluções inovadoras e inclusivas. De acordo com a pesquisa do Instituto Mulher Empreendedora de 2023, 7 em cada 10 empreendedoras são mães.  

Para essas mulheres, o empreendedorismo surge como uma saída para poder conciliar o trabalho com a maternidade. A mesma pesquisa reforça isso: 8 em cada 10 empreendedoras concordam que muitas mulheres abrem seus negócios para conciliar trabalho e vida pessoal. Destas dores, algumas empreendedoras enxergam oportunidades de negócios que visam, principalmente, ajudar outras mães.  

São negócios como o InterPrêta, Maternidade nas Empresas, Poppins, B2Mamy e Filhos no Currículo, que estão impactando positivamente a sociedade, provocando mudanças no mercado e abrindo caminho para uma nova geração de empreendedoras. 

InterPrêta 

O InterPrêta foi fundado por Jéssica Cardoso em 2021, após o nascimento de sua segunda filha. Jéssica é uma mulher preta e quilombola, do Quilombo da Aldeia, em Garopaba, Santa Catarina. Ela é mãe de duas meninas, Lara e Zahara, e intérprete de libras há mais de dez anos. O InterPrêta é formado por uma equipe de mulheres negras e oferece serviços de tradução e interpretação em libras, workshop, capacitação e consultoria para empresas. 

Jéssica Cardoso é fundadora do InterPrêta (Crédito: Divulgação)

“Enxergo o negócio como a possibilidade de continuar promovendo acessibilidade para a comunidade surda com a comunicação em Libras e em conjunto gerar renda e empregabilidade para mulheres pretas intérpretes de Libras”, afirma a CEO. O InterPrêta já impactou mais de 70 mulheres, entre muitas mães, e mais recentemente foi acelerada pela B2Mamy pelo programa Pulse.  

Maternidade nas Empresas 

A consultoria Maternidade nas Empresas foi fundada em 2017 pelas sócias Luciana Cattony, publicitária e mestre em parentalidade, e Susana Sefidvash Zaman, engenheira de produção com especialização em gestão de pessoas e mestre em equidade de gênero. Motivadas pela mesma dor, a falta de acolhimento para mães pelo ambiente corporativo, as duas decidiram abandonar suas carreiras e empreender em negócios distintos focados na maternidade, Luciana com o projeto Real Maternidade e Susana com o Nutrimãe. Depois, ao perceberem uma sinergia entre suas visões, elas decidiram unir forças e fundaram a consultoria. 

“Nosso objetivo é redefinir a parentalidade como um catalisador tanto para o desenvolvimento pessoal, quanto para o sucesso empresarial, empoderando mulheres a assumirem papeis de liderança e envolvendo todos os colaboradores na discussão sobre o cuidado”, diz Luciana Cattony. 

Luciana Cattony e Susana Sefidvash Zaman são fundadoras da consultoria Maternidade nas Empresas (Crédito: Divulgação)

Dentre suas soluções, a consultoria oferece cursos e palestras, programas de acolhimento, mentoria para retorno ao trabalho após a licença parental, letramento de líderes, projetos de diagnóstico e cocriação de políticas e processos. Desde a sua fundação, a Maternidade nas Empresas atendeu cerca de 80 empresas, entre elas Vivo, Suzano, Mondelēz, JTI, Comgás e Whirlpool. 

Poppins

Marcela Cohen é a fundadora e CEO da Poppins, startup focada no desenvolvimento e cuidado infantil. O negócio surgiu da dificuldade da empreendedora de conciliar o cuidado com os filhos e a carreira após seu retorno da licença-maternidade. “Estudos apontam que bebês pequenos acabam ficando duas vezes mais doentes quando frequentam creches ou berçários. Por outro lado, promover estímulo e desenvolvimento adequado dentro de casa pode ser bastante desafiador”, destaca. 

Foi pensando numa proposta que prezasse pela saúde e integridade física da criança aliada a uma dose adequada de estímulo e desenvolvimento que nasceu a Poppins. “Uma plataforma que conecta famílias a educadoras da primeiríssima infância, que vão até as casas das famílias com brincadeiras e atividades lúdicas para liberar os super poderes desta nova geração”, explica Marcela. 

Marcela Cohen é a fundadora e CEO da Poppins (Crédito: Divulgação)

As soluções buscam levar o desenvolvimento infantil cognitivo, motor, sensorial e emocional para as casas das famílias, mas seu portfólio inclui oficinas, encontros em grupo, projetos de desenvolvimento contínuo, colônia de férias. 

B2Mamy 

Tanto o InterPrêta quanto o Poppins foram acelerados pelos programas de aceleração da B2Mamy, socialtech focada em negócios fundados e liderados por mulheres e mães. O negócio foi lançado em 2016 por Dani Junco, motivada por uma inquietação pessoal. Seu filho Lucas havia feito um simples questionamento: “Mãe, por que você trabalha?”. Tal pergunta a fez lançar um convite para outras mães nas redes sociais: “Está doendo demais em mim pensar em como vou equilibrar a vida materna e a empresa. Dói em mais alguém? Vamos tomar um café?”, propôs Dani. De um encontro que previa dez mães e surgiram 80 é que nasceu a B2Mamy. 

Dani Junco, fundadora e CEO da B2Mamy (Crédito: Divulgação)

A comunidade se tornou um negócio que promove diferentes soluções para alavancar, conectar e empoderar mães. A B2Mamy Academy oferece cursos sobre planejamento familiar, liderança feminina e saúde mental e física. Já as soluções para as empresas estão agrupadas no benefício corporativo com o qual as profissionais têm acesso a diferentes conteúdos e serviços. A socialtech também promove programas de aceleração para startups, formação digital para mães, mentorias, além de eventos como o Mãe Summit, Pai Summit, entre outros. 

Dani Junco participou da segunda temporada do videocast Falas Women To Watch, no qual falou mais sobre o surgimento da B2Mamy e discutiu questões relacionadas à maternidade, empreendedorismo e carreira. 

Filhos no Currículo 

A Filhos no Currículo é uma consultoria de transformação cultural para a criação de programas de parentalidade. Fundado por Michelle Terni e Camila Antunes, o negócio tem o objetivo de construir uma cultura de bem-estar parental nas empresas por meio de lideranças mais bem preparadas, times empáticos e políticas internas que sejam acolhedoras e inclusivas para quem concilia filhos e carreira.  

Michelle Terni e Camila Antunes, fundadoras da Filhos no Currículo (Crédito: Patrícia Canola)

Michelle Terni e Camila Antunes, fundadoras da Filhos no Currículo (Crédito: Patrícia Canola)

O negócio foca em quatro frentes de atuação: consultoria estratégica, educação corporativa, apoio emocional e reputação de marca. Mais de 300 empresas já foram beneficiadas pelos programas e palestras, como Pepsico, B3, Ambev, PwC, Gerdau, Cielo, Nubank e Grupo Raia Drogasil, chegando a mais de cem mil colaboradores impactados.  

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Amira Ayoub: a força de uma executiva feminina muçulmana

    Amira Ayoub: a força de uma executiva feminina muçulmana

    A nova head de marca do Grupo Pão de Açúcar fala sobre sua carreira e os obstáculos culturais e familiares que enfrentou

  • Itaú Mulher Empreendedora abre 10 mil vagas gratuitas para capacitação

    Itaú Mulher Empreendedora abre 10 mil vagas gratuitas para capacitação

    Realizado em parceria com a Lys Academy, curso via WhatsApp oferece opção em espanhol para alcançar mulheres em situação de refúgio