Publicidade

Opinião

O poder do obrigado

O mundo em que vivemos está cada vez mais veloz, exigente e detalhista. É preciso nos esforçar para criarmos um ambiente saudável de convivência


3 de abril de 2024 - 6h24

(Crédito: Adobe Stock)

Eu gostaria de usar este espaço como um convite a uma reflexão sobre os nossos hábitos diários. 

O mundo em que vivemos está cada vez mais veloz, exigente e detalhista. É preciso nos esforçar para criarmos um ambiente saudável de convivência. 

Seja no trabalho, nas relações familiares ou com amigos, a cordialidade, assim como a empatia, são fundamentais nesse cotidiano em que nos desdobramos em múltiplas tarefas. 

Em algum momento no final do expediente, avaliamos as nossas atitudes ao longo do dia. Mas, além desta análise solitária que ocupa os nossos pensamentos, convido você a pensar em quantas vezes disse “obrigado!”, reconhecendo o esforço do outro em contribuir positivamente com a sua rotina. 

Dezenas de pessoas cruzam o nosso caminho, falam conosco, mandam mensagens, e-mails, todos os dias. E quando dizemos “bom dia!”, “boa tarde!”, “boa noite!”, “por favor!” e “obrigado”, abrimos um caminho saudável para as nossas relações.

É um poder quase invisível, porém transformador!

São palavras que mudam o mundo, a energia da conversa, e nos ajudam a recordar que estamos sempre tentando criar conexões e a educação, sempre, deve vir em primeiro lugar.

Será mesmo que não estamos mais acostumados com essas gentilezas que aprendemos na escola e em nossas próprias casas? 

Quantas vezes recebemos mensagens que vão direto ao ponto, sem um “oi, tudo bem?”, chegando até nós sem qualquer tipo de cumprimento ou cordialidade? 

Ou ainda ligações ou mensagens de áudio que começam com a frase: “queria fazer só uma pergunta, coisa rápida, pode falar?” E muitas vezes respondemos no mesmo tom, buscando objetividade e coerência. 

Mas, algumas atitudes podem trazer uma positividade ao nosso dia a dia, tornando tudo ao nosso redor mais agradável.

“Como você está?”, “bom dia!”, “conte comigo!”, “boa tarde!”, “boa noite!”, “por favor!” e “obrigado” são frases que poderíamos usar mais. 

Este é o meu convite a um exercício. 

Que tal começarmos hoje? 

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • A jornada de Lorice Scalise para ampliar o acesso à saúde 

    A jornada de Lorice Scalise para ampliar o acesso à saúde 

    A presidente da Roche Farma no Brasil fala sobre seus desafios no comando da farmacêutica e a relação entre saúde, gênero e liderança feminina 

  • O que o BBB 24 trouxe de reflexão sobre gênero?

    O que o BBB 24 trouxe de reflexão sobre gênero?

    Com o fim do reality show, algumas questões sobre as mulheres ficaram evidentes