André Laurentino no júri de Cannes

Buscar

Comunicação

Publicidade

André Laurentino no júri de Cannes

Baseado em Londres como diretor executivo global de criação para a Unilever na Ogilvy & Mather, ele integrará um dos júris do Lions Health, que, pela primeira vez, não tem cadeiras reservadas ao mercado brasileiro


23 de março de 2016 - 2h30

O brasileiro André Laurentino, que vive em Londres desde 2011 e atualmente é diretor executivo global de criação para a Unilever na Ogilvy & Mather, será um dos membros do júri de Health & Wellness no Festival Internacional de Criatividade de Cannes, que acontece entre os dias 18 e 25 de junho. Este júri é dedicado a campanhas para o segmento de medicações OTC e produtos e serviços de bem-estar. Apesar da sua presença, este ano será a primeira vez que o Brasil não terá cadeiras destinadas ao País nos dois júris de Lions Health, área também integrada pela competição de Pharma, destinada a ações de comunicação de medicamentos que exigem prescrição médica.

André Laurentino atua fora do País desde 2011, quando aceitou o convite para se tornar diretor executivo de criação da TBWA de Londres. No final de 2013, ele trocou a agência pela rede Ogilvy, assumindo a atual função. Anteriormente, construiu carreira na publicidade brasileira em agências como DPZ, AlmapBBDO, Lew’Lara\TBWA e DM9DDB.

Confira, a seguir, os júris do Cannes Lions 2016 nas áreas de Health & Wellness e Pharma:

Health & Wellness

– Joshua Prince, executivo chefe de marketing, Omnicom Health Group, Global – Presidente do Júri
– Matt Gill, diretor de criação do grupo, Healthy Thinking Group, Austrália
– Gerrard Malcolm, sócio de criação e diretor gerente, Insight AU, Austrália
– Andre Laurentino, diretor executivo global de criação para a Unilever, Ogilvy & Mather, Global
– Carmen Botelho, diretor de criação do grupo & sócio gerente, Float Health, Portugal
– Jana Apostolopulu, executivo chefe de criação, Pink Carrots Communications, Alemanha
– Peter Matheson Gay, executivo chefe de criação, Health, Weber Shandwick, EUA
– Chris Duffey, vice-presidente executivo, diretor global de tecnologia de criatividade, Sudler Worldwide, Global
– Bindu Menon, CEO, Point Blank Advertising, Índia
– Masaya Shimizu, diretor de planejamento, Dentsu, Japão
– Emilio Solis, diretor regional de criação, Leo Burnett México
– Jason Romeyko, diretor executivo global de criação, Saatchi&Saatchi Geneva, Suíça
– Al Young, executivo chefe de criação, FCB Inferno, RU
– Zuleika Burnett, diretor executivo, Criação & Inovação, Havas Life Medicom, RU
– Martin Hafley, diretor de criação, DDB Remedy, RU
– Melyssa Weible, sócio gerente e co-fundador, Elixir Health PR, EUA
– Carlos Ricque, vice-presidente executivo, criativo, DigitasLBi, EUA

Pharma Lions

– Alexandra von Plato, presidente do grupo, Publicis Healthcare Communications Group, North America – Presidente do Júri
– Peter Smith, diretor executivo regional de criação, Ogilvy CommonHealth, APAC
– Phil Brown, diretor de criação, Bill Curtis e Phil Brown, Austrália
– Anne de Schweinitz, diretor gerente global, Healthcare, FleishmanHillard Healthcare, Global
– John Reid, executivo chefe de criação, Wunderman DC, EUA
– Veronica Trujillo, diretora da área de criação, TBWA/WorldHealth, México
– Sean Riley, diretor executivo de criação, McCann Health, Japão & Norte da Ásia
– Richard Rayment, diretor de criação, InVentiv Health Communications, RU
– Tina Fascetti, executivo chefe de criação, Guidemark Health, EUA
– Rich Levy, executivo chefe de criação, FCB Health, EUA 

wraps

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”