Fischer+Fala ganha contas de Albany e Minuano

Buscar

Fischer+Fala ganha contas de Albany e Minuano

Buscar
Publicidade

Comunicação

Fischer+Fala ganha contas de Albany e Minuano

Antes na Lew?LaraTBWA, verba da Flora aumentará com o lançamento de uma nova marca: Nutre


13 de abril de 2011 - 9h57

Por dois anos, as marcas Albany e Minuano estiveram poucas vezes presentes na mídia. Neste período, passaram por um processo de revisão que envolveu desde a produção, logística, distribuição e estratégia comercial até, é claro, o marketing. Ambas pertencem a Flora, integrante da holding J&F, mesma dona da gigante do setor de carnes JBS e do banco JBS, dentre outras empresas de setores como agropecuária e celulose.

Entre as mudanças definidas nos últimos meses pela Flora está a troca de agência de publicidade: sai a Lew’Lara\TBWA e entra a Fischer+Fala, onde será um cliente de porte médio, com previsão de investimento de R$ 20 milhões em 2011, mas com potencial para estar entre as maiores contas da casa em pouco tempo. Vale lembrar que o anunciante já foi muito maior em tempos recentes, quanto apostava em publicidade com celebridades e merchandising em novelas e no Big Brother. Uma campanha isolada de 2008, por exemplo, chegou a ser orçada no mesmo valor que agora corresponde à verba anual.

Para ajudar seu cliente a retomar o prumo, a Fischer+Fala já trabalha no atendimento a conta há cinco meses, com 15 profissionais exclusivos. O foco, neste primeiro momento, está na análise de pesquisas para direcionar as campanhas e estratégias de marketing do anunciante. As primeiras iniciativas nacionais ocorrerão somente em maio, para a linha de amaciantes de Minuano e seguirão no decorrer do ano para dar conta de um total de 16 lançamentos que ocorrerão este período.

Estratégias de ponto-de-venda, por exemplo, deverão ser prioridade, bem como ações regionais. “O passo que estamos dando com Flora é diferenciado, porque conseguimos colocar em prática o que acreditamos, que é dar um passo atrás antes da comunicação, fazer um trabalho de auditoria de cadeia de processos para entender o todo. Antes de ir para o planejamento de comunicação, precisamos entender onde o cliente quer chegar e se isso está alinhado ao que o consumidor pensa”, diz Alan Barros, diretor comercial e sócio da agência.

Uma das conclusões das pesquisas sobre as marcas afetou diretamente a Albany, que seguirá dando nome apenas ao sabonete, enquanto a linha de shampoos, condicionadores e creme de pentear ganha a alcunha Nutre. “Os estudos mostraram que tanto homens quanto mulheres enxergam como maior atributo deste tipo de produto a nutrição. Conseguimos os direitos sobre este nome e podemos agora fazer um vínculo direto entre o atributo e a marca”, comemora Claudio Nessralla, diretor-superintendente da Flora.

Outra novidade é que a marca institucional Flora passa a ser trabalhada dentro das campanhas de Albany, Minuano e Nutre. O nome Flora, diga-se de passagem, homenageia a mãe dos filhos de João Batista Sobinho, o JBS. A empresa surgiu para aproveitar os restos de sebos bovinos para criar sabão em barra mas, com o tempo, percebeu-se que produtos de maior valor agregado poderiam dar fôlego à empresa, que faturou R$ 600 milhões no ano passado – frente aos US$ 34 bilhões do braço de carnes.

A Flora tem ainda duas marcas, Smuff e Cass, voltadas para o segmento de limpeza e higiene, que são fortes no Nordeste. Além daquela região, outra prioridade é o Norte, que é considerado por Nessralla como de enorme potencial por conta do crescimento de consumo e do poder de renda.

Com a reestruturação, a ideia é que a Flora conquiste espaço nos mercados de higiene, beleza e limpeza, hoje dominados por multinacionais como Unilever, P&G, L’Oreal e Reckitt Benckiser. A Flora tem crescido a uma média entre 12% a 15% ao ano, mas quer ampliar em muito este patamar. E a publicidade será seu motor nesses próximos anos.

As informações são da edição 1.454 de Meio & Mensagem, que circula com data de 11 de abril de 2011.  

wraps

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Beel Films expande atuação com filial nos Estados Unidos

    Beel Films expande atuação com filial nos Estados Unidos

    Produtora especializada em entregas de digital acaba de abrir escritório em Miami, onde deve centralizar atendimento de multinacionais

  • Após 12 anos, Grupo Amil retoma agência in-house

    Após 12 anos, Grupo Amil retoma agência in-house

    Grupo de saúde reativa as atividades da Promarket, que foi responsável pela publicidade e comunicação do grupo de 1980 até 2012