Champions: o momento Super Bowl da Europa

Buscar

Champions: o momento Super Bowl da Europa

Buscar
Publicidade

Comunicação

Champions: o momento Super Bowl da Europa

Marcas disputam a atenção dos telespectadores nos intervalos comerciais da transmissão da partida entre Barcelona e Manchester


27 de maio de 2011 - 5h00

A Europa vai parar neste sábado quando Barcelona e Manchester United entrarem no estádio de Wembley, na Inglaterra, para a disputa da final da Uefa Champions League, o campeonato interclubes mais importante do mundo. Em campo, os dois principais clubes de futebol da temporada 2010/2011. Nas arquibancadas, 90 mil torcedores pintarão o templo do futebol inglês de vermelho, azul e grená. Um duelo a parte acontecerá durante os intervalos comerciais da televisão aberta britânica: o duelo das marcas.

Principal patrocinadora da Champions League desde 2005, a Heineken preparou campanhas publicitárias de 60 e 30 segundos, com o slogan “Open your world”, que irão ao ar durante a transmissão do jogo. A cervejaria holandesa anunciou nesta sexta-feira 27, véspera da decisão, que estendeu o contrato de patrocínio à liga até 2015.

Em outra vertente, as gigantes Microsoft e Mc Donald’s aproveitarão a grandiosidade do evento para revelar novos produtos. A primeira lançará o trailer do jogo exclusivo para Xbox 360 Gears of War 3, parte de uma das franquias de maior sucesso da história dos videogames. Já a multinacional do ramo de fastfood vai reafirmar sua forte ligação com o futebol promovendo o Texas Grande, hambúrguer da série de edição limitada Great Tastes of America.

A final da Champions é uma oportunidade de ouro. Os números são impressionantes, o que valeu à transmissão da partida o nome de “o momento Super Bowl da Europa”, rótulo criado pela imprensa britânica. A expressão é uma referência à final da NFL, que em fevereiro deste ano foi assistida por mais de 110 milhões de pessoas.

Para se ter uma ideia do alcance do jogo desse sábado, quando Barcelona e Manchester United decidiram a final do torneio, em 2009, a audiência mundial chegou aos 109 milhões de telespectadores. O número deve ser facilmente superado nesta edição.

O privilégio de aproveitar tamanha exposição tem preço – e é bem salgado. Um espaço entre os oitos blocos de três minutos e meio reservados para intervalos comerciais custa até 225 mil libras.

wraps

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Beel Films expande atuação com filial nos Estados Unidos

    Beel Films expande atuação com filial nos Estados Unidos

    Produtora especializada em entregas de digital acaba de abrir escritório em Miami, onde deve centralizar atendimento de multinacionais

  • Após 12 anos, Grupo Amil retoma agência in-house

    Após 12 anos, Grupo Amil retoma agência in-house

    Grupo de saúde reativa as atividades da Promarket, que foi responsável pela publicidade e comunicação do grupo de 1980 até 2012