Até final de 2024, investimento em publicidade deve superar US$ 1 trilhão

Buscar

Até final de 2024, investimento em publicidade deve superar US$ 1 trilhão

Buscar
Publicidade

Comunicação

Até final de 2024, investimento em publicidade deve superar US$ 1 trilhão

Neste ano, investimento publicitário global deve chegar a US$ 963,5 bilhões; Amazon, Alibaba, Alphabet, Meta e ByteDance correspondem a metade desse montante


25 de agosto de 2023 - 17h00

Por Asa Hiken, do Ad Age

Amazon Ads

Amazon é um dos cinco players que respondem por metade do investimento global em publicidade (Crédito: IB Photography/Shutterstock)

De acordo com levantamento da Warc, o investimento publicitário global deve ultrapassar o montante de US$ 1 trilhão até o final de 2024, o que representaria aumento de 8,2% na comparação com este ano.

Até o final de 2023, o investimento em publicidade deve crescer 4,4% e chegar a US$ 963,5 bilhões, aponta a empresa de marketing analytics.

Boa parte da projeção para o próximo ano tem a ver com o poderio de cinco dos maiores anunciantes do mundo: Alibaba, Alphabet, Amazon, ByteDance e Meta contabilizam metade (50,7%) da receita publicitária global. Em 2024, essas cinco empresas, juntas, deverão representar um share de 51,9%.

Caso a previsão de US$ 1 trilhão do Warc se concretize, a área de social media será em grande parte responsável, já que, hoje, a categoria responde por um quinto de todo o investimento publicitário. A Meta encabeça isso, com 64,4% de todo o share do setor, seguido por ByteDance, com 17,6%.

Novas categorias, como retail media e TV conectada, também devem fazer contribuições para essa expansão de investimentos. O primeiro segmento, liderado por Amazon e Alibaba, deve crescer 10,2% neste ano e 10,5% no ano que vem, respondendo por 13,6% de todo o investimento em publicidade. Já TV conectada deve ter um salto de 11,4% neste ano e de 12,1% no ano que vem, representando share de 3,2% do total.

Boa parte do crescimento previsto também deve vir de empresas de serviços financeiros, tecnologia e eletrônicos, pharma e healthcare, de acordo com a Warc.

Os EUA continuam sendo o país com maior share de publicidade global, mas a previsão é que o share de 32,2% de 2022 caia para 31,3% em 2024.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Abap e entidades de publicidade se manifestam contra PL do aborto

    Abap e entidades de publicidade se manifestam contra PL do aborto

    Associações reiteram repudio ao projeto de lei que visa equiparar a pena do aborto a de homicídio

  • Vivo e Ana Castela criam música para homenagear o Centro-Oeste

    Vivo e Ana Castela criam música para homenagear o Centro-Oeste

    Com estreia nos streamings do País e clipe especial, iniciativa desenvolvida pela Africa Creative visa aproximar a marca da região