Agências e anunciantes que mais cresceram em 2011

Buscar
Publicidade

Comunicação

Agências e anunciantes que mais cresceram em 2011

Ogilvy é o principal destaque, com alta de 66% nos investimentos em mídia administrados no ano passado

Alexandre Zaghi Lemos
24 de janeiro de 2012 - 8h15

A excelente performance da Ogilvy, com alta de 65,7% na verba de mídia administrada no ano passado em relação ao exercício anterior é o principal destaque no ranking de agências do Ibope Monitor, que fechou na semana passada os números de 2011. O crescimento da Ogilvy explica-se principalmente pelo fato da agência ter concentrado o atendimento a 100% da verba de mídia da Claro, dividida até 2010 com a AlmapBBDO e a F/Nazca S&S.

Entre as 25 primeiras do ranking de 2011, também merecem menção os desempenhos de Taterka, com crescimento de 64,3%; Giovanni+DraftFCB, com avanço de 45,9%; e Multi Solution, com alta de 58,9%, graças ao maior investimento da Cervejaria Petropolis, que aumentou em 66,5% sua presença na mídia, mas, por outro lado, abriu concorrência no início de 2012 e pode trocar de agência em breve.

Entre os anunciantes, também cresceram muito acima da média: Hewlett Packard (183,5%); Reckitt Benckiser (42,1%); Volkswagen (40,8%); Banco do Brasil (35,5%); Claro (33,8%); Procter & Gamble (33,5%) e Unilever (35,2%). Na ponta oposta, os únicos dois entre os 25 primeiros que investiram menos em 2011 do que em 2010 foram Hyundai Caoa (-17%) e Bradesco (-2,3%).

Os números do Monitor Evolution, do Ibope, consideram 39 praças e nove meios (TV aberta, jornal, revista, TV por assinatura, internet, rádio, cinema, mobiliário urbano e outdoor). Os rankings não levam em conta os descontos normalmente negociados entre as partes, computando os valores expressos nas tabelas dos veículos – o que causa uma grande distorção nos números absolutos de investimentos de anunciantes e agências, muito acima da realidade. Além disso, o instituto tem por critério valorar todo e qualquer espaço ocupado, seja ele gratuito ou não.

Confira, a seguir, o desempenho das 25 maiores agências e dos 25 maiores anunciantes do País em 2011

  Agências Compra de mídia* Variação 2010/2011
Y&R 6.166.240 20,0%
AlmapBBDO 2.784.773 33,7%
Ogilvy 2.630.036 65,7%
JWT 2.359.939 13,4%
WMcCann 2.284.656 17,0%
Euro RSCG  2.245.958 31,5%
BorghiErh/Lowe 1.943.703 14,4%
Africa 1.811.320 7,9%
Neogama/BBH 1.791.391 12,6%
10º Publicis** 1.768.703 14,6%
11º Giovanni+DraftFCB 1.733.882 45,9%
12º Z+ 1.685.649 1,8%
13º F/Nazca S&S 1.634.957 15,0%
14º DM9DDB 1.579.892 -0,1%
15º Multi Solution 1.249.330 58,9%
16º PPR 1.235.994 18,6%
17º Talent 1.211.968 23,3%
18º Leo Burnett Tailor Made 1.181.765 0,5%
19º Loducca 1.116.814 27,1%
20º Artplan 984.568 7,8%
21º DPZ 937.610 24,9%
22º Fischer&Friends 931.799 -21,2%
23º Lew’Lara\TBWA 892.846 11,4%
24º 141 Soho Square 883.415 9,3%
25º Taterka 840.234 64,3%

*Valores em R$ mil
**Soma de Publicis Brasil, Salles Chemistri e Publicis Red Lion

  Anunciantes Compra de mídia * Variação 2010/2011
Casas Bahia 3.371.015 8,9%
Unilever 2.609.250 35,2%
Ambev 1.314.751 5,9%
Reckitt Benckiser 1.179.321 42,1%
Hyundai Caoa 1.098.751 -17,0%
Cervejaria Petropolis 1.097.790 66,5%
Caixa 1.092.777 11,4%
Volkswagen 989.681 40,8%
Procter & Gamble 979.939 33,5%
10º Fiat 956.683 9,1%
11º Bradesco 905.062 -2,3%
12º Petrobras 796.154 20,0%
13º Vivo 760.091 29,0%
14º General Motors 750.053 23,5%
15º Grupo Pão de Açúcar 741.967 14,2%
16º Hewlett Packard 682.785 183,5%
17º Peugeot Citroen 680.116 25,9%
18º TIM 679.376 19,9%
19º Coca-Cola 678.793 17,9%
20º Ford 678.420 8,2%
21º Itau 624.873 8,1%
22º Colgate Palmolive 624.153 10,2%
23º Banco do Brasil 587.519 35,5%
24º Claro 537.988 33,8%
25º Hypermarcas 529.366 0,5%

*Valores em R$ mil

Leia também:
Ibope Monitor: publicidade cresce 16% em 2011

Publicidade

Compartilhe

Veja também