Procon notifica iFood por ação em jogo de Flamengo e Grêmio

Buscar

Comunicação

Publicidade

Procon notifica iFood por ação em jogo de Flamengo e Grêmio

Narrada por Galvão Bueno, na transmissão da Globo, promoção prometia descontos nos pedidos feitos pelo aplicativo


24 de outubro de 2019 - 20h15

Gabigol comemora um dos gols do Flamengo na vitória contra o Grêmio; iFood terá de prestar esclarecimentos pela promoção anunciada na transmissão do jogo (Crédito: Lucas Tavares/Zimel Press/Folhapress)

A Fundação Procon de São Paulo, vinculada à Secretaria da Justiça e Cidadania, enviou uma notificação ao iFood por conta de uma ação de merchandising realizada durante a transmissão da partida entre Flamengo e Grêmio, na noite dessa quarta-feira, 23, na TV Globo. A notícia foi publicada pelo UOL Esporte.

Após o primeiro gol – da goleada de 5X0 que rendeu à classificação do time rubro-negro à final do torneio continental – Galvão Bueno anunciou uma promoção do aplicativo: quem fizesse um pedido pelo iFood, teria um desconto equivalente ao número da camisa do jogador autor do gol. Como o primeiro gol foi de Bruno Henrique (número 27), o desconto oferecido pelo app, portanto, seria de R$ 27.

De acordo com nota do site oficial do Procon-SP, o problema foi que muitos consumidores reclamaram que não conseguiram fazer uso do cupom de desconto promocional porque, na hora do jogo, o aplicativo do iFood deixou de funcionar.

Nas redes sociais, várias pessoas reclamaram da ‘queda’ do app e do fato de não conseguirem aproveitar a promoção. O próprio perfil oficial do iFood, em tom de brincadeira, comentou sobre os problemas técnicos, oferecendo outro cupom de desconto. Veja:

Com a notificação, o Procon-SP solicita ao anunciante esclarecimentos sobre a abrangência geográfica, a validade e as regras específicas da promoção, além de informações sobe a quantidade de acessos feitas no app no momento em que a oferta foi anunciada na Globo. A Fundação deu o prazo de 72 horas para que o iFood esclareça as solicitações.

Merchandising no esporte
A ação feita por Galvão Bueno durante a transmissão da partida da Libertadores deve ser cada vez mais comum na tela da Globo, um vez que a emissora flexibilizou as regras comerciais que envolviam seu elenco esportivo, passando a permitir a participação de narradores e comentaristas em merchandising e outros tipos de ações publicitárias.

Publicidade

Compartilhe