Conar: 70% dos processos são de publicidade digital

Buscar

Comunicação

Publicidade

Conar: 70% dos processos são de publicidade digital

Em 2019, entidade julgou 329 casos e 75% terminaram com algum tipo de punição ou advertência à agência ou ao anunciante

Bárbara Sacchitiello
2 de março de 2020 - 6h00

A maior parte dos processos abertos pelo Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) em 2019 envolveu anúncios e ações veiculados no ambiente da internet. De acordo com balanço divulgado pela própria entidade, 69,5% dos processos são oriundos de campanhas online (em 2018, eram 63,6%). Os comerciais veiculados na TV aparecem em segundo lugar, respondendo por 13,5% dos casos avaliados pelo Conselho. A mídia exterior aparece na terceira posição, com 8% dos anúncios. Veja:

Ao todo, o Conar abriu 302 processos ao longo do ano de 2019, número ligeiramente inferior aos 324 registrados em 2018. A maior parte desses processos (70%) foi aberto com base em denúncias feitas por consumidores. Já 16,9% dos processos instaurados foi motivado por denúncia feita pelos próprios associados da entidade. O próprio Conar, de forma institucional, também pode decidir abrir um processo (e isso aconteceu em 12,9% dos casos no ano passado). Os processos que correspondem ao 1,9% restante foram instaurados a partir de atitude dos membros do conselho de ética.

Ainda em 2019, o Conar julgou 329 casos. Mais da metade deles envolveram peças publicitárias de anunciantes dos segmentos de alimentos, sucos, refrigerantes, bebidas alcoólicas, medicamentos, cosméticos, serviços de saúde, moda e varejo.

De acordo com o Conar, 75% dos processos terminaram com algum tipo de punição (sustação, alteração da campanha ou advertência à agência e ao anunciante).

Publicidade

Compartilhe