TCU suspende publicidade do BB em site de fake news

Buscar

Comunicação

Publicidade

TCU suspende publicidade do BB em site de fake news

Site denunciado pelo Sleeping Giants Brasil é alvo da medida do Tribunal de Contas da União


28 de maio de 2020 - 16h57

Crédito: Divulgação

O Tribunal de Contas de União (TCU) suspendeu, após pedido do Ministério Público, as campanhas do Banco do Brasil que estavam sendo veiculadas em sites acusados de propagar notícias falsas. O colegiado do órgão tomou a decisão nesta quarta-feira, 27.

A determinação não atinge empresas detentoras de concessões públicas e nem seus sites ou redes sociais. Também estão livres da suspensão os  jornais e revistas com mais de uma década de funcionamento.

Em seu pedido, o Ministério Público acusa o Banco do Brasil de transferir recursos para o financiamento de sites que se dedicam a produzir conteúdo divulgado amplamente como falso e, ainda, disseminar discurso de ódio. As peças em questão foram reproduzidas no site O Jornal da Cidade Online e expostas pelo perfil Sleeping Giants Brasil. Alertado pelo perfil, o banco retirou o site da lista de veículos que recebiam recursos.

Em seguida, o vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, publicou um post no Twitter acusando a diretoria do banco de suspender a peça. Fábio Wajngarten, chefe da Secretaria de Comunicação (Secom), também reclamou da suspensão. Depois disso, o site havia voltado a figurar na lista de veículos que recebem recurso do banco. Com a intervenção do TCU, o BB deixa de anunciar no referido site.

*Crédito da imagem no topo: DKosig/iStock

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Carlos Bolsonaro

  • Jair Bolsonaro

  • fabio wajngarten

  • Twitter

  • Banco do Brasil

  • Secom

  • TCU

  • Sleeping Giants Brasil

  • Publicidade

  • Notícias falsas

  • fake news