Popeyes pega carona em decisão do Conar sobre KFC

Buscar

Comunicação

Publicidade

Popeyes pega carona em decisão do Conar sobre KFC

Conselho decide pela alteração do slogan “O Melhor Frango do Mundo” e concorrente oferece lanche grátis para clientes “frustrados”

Renato Rogenski
31 de março de 2021 - 6h00

Popeyes vai distribuir mil sanduíches para quem comprou no concorrente KFC entre os dias 30 de março e 2 de abril (Crédito: divulgação)

Como argumento de marketing, não são poucas as empresas que anunciam seus produtos e serviços como os melhores do mundo. Nem sempre a mensagem passa batido para a concorrência, no entanto. Por meio de uma ação criada pela Gut, o fast food Popeyes resolveu explorar uma resolução do Conselho Nacional De Autorregulamentação Publicitária (Conar), que decidiu, por maioria dos votos, pela alteração do slogan do rival KFC: “O Melhor Frango do Mundo”.

A resolução do conselho foi publicada no último dia 11 de março, após representação feita pelo próprio Popeyes. O conselho entendeu que o KFC não tem como comprovar a afirmação, embora ainda caiba recurso. Para aproveitar o timing e o contexto, a marca decidiu oferecer mil unidades de seu sanduíche “The Sandwich”, feito com frango frito, para quem está “frustrado”, segundo a comunicação de Popeyes.

Na mecânica da promoção, que vai até a próxima sexta-feira (2), os primeiros mil clientes que apresentarem o cupom fiscal de compras realizadas no KFC, entre os dias 30 de março e 02 e abril, recebem um voucher no valor de um The Sandwich. O cupom deve ser encaminhado via Twitter e a compra realizada pelo aplicativo da Rappi que, além do desconto de R$ 20, oferece ainda 1 mês de Rappi Prime em pedidos mínimos de R$ 30, com acesso a ofertas exclusivas e frete grátis em todo o aplicativo.

“Popeyes tem esse lado divertido, que gosta de afirmar sua qualidade pela experiência e isso facilita muito na hora de bolar uma ação ágil. Nesse caso, conseguimos criar algo que prova que nem é preciso dizer quem tem o ‘melhor frango do mundo’, a experiência fala por si só. O bom é que quem vai decidir é o cliente, e para a gente não tem melhor veredito”, comenta Bruno Brux, ECD da GUT São Paulo.

*Credito da imagem de topo: audioundwerbung/iStock

Publicidade

Compartilhe