WPP atualiza projeções e decepciona analistas

Buscar
Publicidade

Comunicação

WPP atualiza projeções e decepciona analistas

Após resultados de outras holdings, como Publicis e Omnicom, mercado esperava margens mais animadoras da companhia


5 de agosto de 2022 - 14h32

Ações da companhia caíram nesta sexta-feira, 6 (Crédito: Associated Press)

Com informações do AdAge

As projeções financeiras divulgadas pelo WPP não agradaram os analistas e as ações do grupo tiveram queda de 6,8% nesta sexta-feira, 6, na bolsa de valores norte-americana. Ainda que os resultados sejam positivos – a companhia elevou suas perspectivas em receitas e superou a média para o crescimento orgânico – havia no mercado a expectativa de um crescimento maior após os anúncios feitos por outras holdings de publicidade, como o Publicis Groupe e o Omnicom Groupe.

Segundo o relatório, as receitas ajustadas do WPP aumentarão de 6% a 7% neste ano. A previsão anterior era de 5,5% a 6,5%. Com vendas ajustadas, a holding se refere ao valor do faturamento, excluindo custos e taxas que são repassadas a clientes e fornecedores. Se forem considerados esses custos, o crescimento salta para 12% no primeiro semestre, o que representa US$ 6,7 bilhões.

A companhia também reportou um aumento de 20% nos dividendos intermediários, parcela de lucro repassada aos acionistas, e disse que completou £ 637 milhões de seu programa de recompra de £ 800 milhões. Em nota, analistas do Goldman Sachs Group afirmaram que os resultados podem ser vistos como uma leve decepção.

A análise leva em consideração os resultados apresentadas pelas concorrentes, que vêm se mostrando resilientes à inflação, que cresce ao redor do mundo. O WPP disse que a demanda ainda é robusta, principalmente com clientes de setores como tecnologia e saúde. Em contrapartida, o grupo citou o mercado chinês como uma exceção, já que os bloqueios econômicos prejudicaram as perspectivas. Ainda assim, a holding se mostrou confiante com os resultados.

No semestre a companhia conquistou negócios de marcas como Audi, Audible, Danone e Nationwide e está ampliando seu trabalho com Coca-Cola. Além disso, o WPP anunciou a compra da agência Corebiz e da australiana Bower House Digital.

Publicidade

Compartilhe

Veja também