Com nova marca, Reebok muda foco

Buscar

Marketing

Publicidade

Com nova marca, Reebok muda foco

Fabricante de material esportivo passa a adotar o símbolo delta e concentra esforços no mercado fitness


28 de fevereiro de 2014 - 4h41

(*) Por Natalie Zmuda, do AdvertisingAge

A Reebok está mudando o logo que já esteve ao lado de centenas de atletas profissionais para abraçar o mercado que a companhia define como esportes de condicionamento físico.

Essa é apenas a segunda grande mudança na logomarca em quase 120 anos de história. Da fundação no Reino Unido, em 1895, até 1986, a marca usou a Union Jack (bandeira do Reino Unido da Grã-Bretanha e da Irlanda do Norte). Em 1986, ela foi trocada pelo logo de vetores, que será gradualmente substituído em todos os produtos, exceto os da linha Reebok Classics. A nova marca com o símbolo delta será lançado em coleções de calçados e vestuário neste mês.

“Nos últimos 30 anos tivemos sucesso na criação de produtos para atletas de elite de todos os esportes imagináveis, mas não fomos capazes de inspirar suficientemente as pessoas a se moverem”, disse Matt O’Toole, executivo-chefe de marketing da Reebok, em um vídeo postado no YouTube. “Este é um convite para que todos tomem parte na luta contra o comodismo”.

wraps

A Reebok tem um longo histórico de patrocínio a atletas de elite. A lista inclui desde astros do basquete como Allen Iverson e Yao Ming, até jogadores de futebol americano como Peyton Manning e Ray Lewis. O escopo de atuação inclui também jogadores de baseball, tênis, futebol e hóquei. No entanto, esse cenário tem mudado. A empresa abriu mão do patrocínio a NFL (liga de futebol americano) em 2012 e rumores apontam que a marca pode ser substituída pela coirmã Adidas nos uniformes da NHL (liga de hóquei) – há um precedente, já que a Adidas entrou no lugar da Reebok como patrocinadora da NBA em 2006.

Enquanto cedia acordos com ligas profissionais para marcas que têm os mesmos controladores, a Reebok abraçou o crossfit, a yoga, a dança e a aeróbica como uma forma de ampliar seus negócios. A marca também se associou a Les Mills, conhecido por programas de exercícios como bodypump e bodycombat, e a série de corridas de obstáculo Spartan Races.

O novo logo coincide com o foco particular da empresa no mercado fitness. "Ao longo dos milênios o delta tem sido o símbolo da mudança e da transformação”, a companhia justificou em comunicado a imprensa. “O delta da Reebok tem três partes distintas que representam mudanças – físicas, mentais e sociais – que ocorrem quando as pessoas se forçam a ir além dos limites conhecidos e abraçam uma vida ativa e desafiadora”.

O símbolo delta, obviamente, vai parecer familiar para aqueles que já usaram o Google Drive ou voaram pela Delta Air Lines.

No inicio de fevereiro, após uma revisão, a Reebok escolheu a independente Venables Bell & Partners como sua nova agência global. A conta perambulou na última década pela DDB, do Omnicom, e pela McGarrybowen, da Dentsu.

Ainda que as vendas da Reebok não estejam aquecidas nos últimos anos, a marca dá sinais de melhorias. No último trimestre, por exemplo, as vendas tiveram crescimento de 5% e os executivos estão projetando um resultado positivo no final do exercício.

Tradução: Fernando Murad

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”