Cervejarias recrutam a geração millennials

Buscar

Marketing

Publicidade

Cervejarias recrutam a geração millennials

Ambev e Heineken investem em campanhas e projetos de recrutamento para atrair jovens

Guilherme Fernandes
12 de setembro de 2016 - 13h20

O discurso da Ambev e da Heineken é o mesmo: ambas apresentam-se como conglomerados em que um profissional pode atuar em várias empresas sem sair da companhia. Para as concorrentes, essa pluralidade trazida por suas várias marcas tem tudo a ver com a geração millennial, conhecida por buscar novas experiências de trabalho em vez da construção de carreira numa só empresa. A estratégia de cada cervejaria para atrair millennials, no entanto, é diferente.

As cervejarias buscam nos millennials a disposição para novas experiências e desafios, bem como o perfil empreendedor

A Heineken lançou na semana passada a campanha unificada e global Go Places, com o objetivo de ressaltar o tamanho de seu portfólio e as oportunidades disponíveis a seus colaboradores. Só no Brasil, além da cerveja Heineken, a companhia possui outras dez marcas, como Kaiser, Sol, Bavaria e Amstel. O primeiro vídeo, que pode ser visto abaixo, convida o público a realizar a segunda etapa, composta por uma “entrevista” com questionário interativo disponível no site da companhia. O teste gera oito perfis: pioneiro, empreendedor, entusiasta, iniciador, mediador, investigador, ambicioso e tradicionalista. Os candidatos podem compartilhar o resultado em suas redes sociais, além de serem direcionados para canais de recrutamento da empresa. A campanha é totalmente digital, com ações no Facebook, Twitter e LinkedIn, além de estratégias de PR e divulgação via influenciadores.

“Queremos nos firmar como uma companhia empregadora de jovens talentos e despertar a vontade de conhecerem mais os mercados da empresa, já que há possibilidade de carreira internacional”, afirma Renata Zveibel, diretora de comunicação externa da Heineken Brasil. Direcionada a todas as áreas da empresa, a campanha não veio acompanhada da abertura de novas vagas, e o teste não será utilizado como critério de seleção. Os processos seletivos da companhia também não mudam em função da Go Places, que busca atingir jovens nascidos a partir de 1981 e já formados. “Temos grande atratividade, mas muitos dos candidatos não se encaixam no perfil buscado. A ideia também é apresentar nosso perfil empresarial e nossas marcas, e melhorar a assertividade de quem se candidata”, diz Renata. Nesse sentido, a diretora concorda que a campanha está ligada ao desejo da Heineken de consolidar sua imagem de conglomerado de marcas cervejeiras, como acontece com a Ambev, outra empresa que também busca millennials.

A Ambev está com inscrições abertas para a segunda edição do Marketing Challenge, programa que busca estagiários para a área de marketing da cervejaria, responsável por 26 rótulos no Brasil. Ao longo de um final de semana de outubro, cerca de 60 universitários participarão de palestras e realizarão dinâmicas, como desafios e criação de estratégias para as marcas da empresa. No ano passado, o programa recebeu mais de 1.600 inscrições e sete jovens foram contratados já no fim do domingo. “O programa foi criado como parte de uma série de novos meios de recrutamento. O objetivo principal é realizar uma troca de experiências com os participantes, para que eles possam conhecer a cervejaria e nós possamos conhecê-los”, afirma Renata Figueiredo, gerente regional de gente e gestão da empresa. Segundo ela, a edição de 2015 permitiu a contratação de jovens alinhados com a cultura da Ambev, os quais hoje “tocam projetos importantes dentro de suas áreas, com autonomia e responsabilidades de donos do negócio”. Os trabalhos produzidos durante o Marketing Challenge são usados apenas para avaliar o desempenho dos candidatos, sem outras aplicações, de acordo com a gerente. Para as demais áreas e vagas, a empresa conta com outros tipos de processo seletivo.

Outra ação da Ambev para atrair millennials foi o uso do Snapchat, na semana passada, por Bernardo Paiva, presidente da companhia. Para divulgar o programa de trainee da companhia. ele apresentou detalhes do dia a dia de trabalho na cervejaria. As entrevistadas afirmam, em comum, que as cervejarias buscam nos millennials a disposição para novas experiências e desafios, bem como o perfil empreendedor. Além da já mencionada diversidade de oportunidades dentro da empresa, Zveibel e Figueiredo apontam a possibilidade do profissional crescer e tornar-se um executivo das companhias.

Publicidade

Compartilhe