BK e McDonald’s lideram reclamações na Black Friday 2019

Buscar

Marketing

Publicidade

BK e McDonald’s lideram reclamações na Black Friday 2019

Guerra de marketing - e de preços - entre as duas empresas de fast food não bastou para satisfazer os consumidores na data, de acordo com balanço do Reclame Aqui

Bárbara Sacchitiello
2 de dezembro de 2019 - 6h00

Por mais que os departamentos de marketing de McDonald’s e Burger King tenham se esforçado para chamar a atenção dos consumidor e atrair clientes para seus restaurantes na Black Friday deste ano, as duas empresas não conseguiram sair ilesas das reclamações e lideraram o ranking das marcas que mais receberam registros negativos no portal Reclame Aqui, que fez um monitoramento desde as 11h de quarta-feira, 27 — quando a maior parte das empresas já estavam apresentando suas ofertas Black Friday — até as 23h59, quando, oficialmente, a sexta-feira de descontos chegou ao fim.

É a primeira vez que redes de fast food lideram o ranking das reclamações da Black Friday no Brasil, de acordo com o Reclame Aqui. Neste ano, Burger King e McDonald’s travaram uma disputa agressiva pela preferência dos consumidores na data e, pelas redes sociais, revezavam na disputa por quem oferecia mais sanduíches por um preço mais convidativo. Relembre:

O que prejudicou as duas empresas e gerou o grande número de reclamação por parte dos clientes foi o sistema utilizado pelas redes de fast food para conceder as ofertas. As duas marcas ofereceram generosos descontos para quem efetuasse as compras pelo aplicativo Mercado Pago. Falhas no sistema e dificuldades de acesso, no entanto, foram registradas pelos consumidores nas redes sociais ao longo de toda a Black Friday. O excesso de reclamações levou o Burger King, inclusive, a alterar seu sistema de vendas, passando a oferecer os descontos aos consumidores que utilizassem qualquer forma de pagamento. A empresa chegou a se desculpar em seu perfil oficial no Twitter:

De acordo com análise do CEO do Reclame Aqui, Edu Naves, as duas empresas foram prejudicadas pela tecnologia. “Quiseram oferecer a seus consumidores a experiência de compra pelos seus aplicativos e meios próprios de pagamento, que não suportaram a demanda”, disse, no relatório da companhia.

Mais reclamações, mais insatisfação
O Reclame Aqui também mapeou as demais empresas que desagradaram o público na data. Em comparação com a Black Friday de 2018, as marcas parecem ter deixado mais a desejar neste ano: o número de reclamações registradas no site cresceu 57,6% na comparação com o ano passado. De quarta-feira até o final de sexta-feira, o Reclame Aqui recebeu 8.830 reclamações.

Descontos abaixo do esperado, problemas técnicos ao carregar as páginas e na hora de concluir a compra e fila de espera nas lojas virtuais foram as maiores queixas dos consumidores ao site. Veja, abaixo, as marcas que mais foram alvo de insatisfação dos consumidores na Black Friday 2019:

(Crédito: Reclame Aqui)

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • marketing

  • internet

  • Negócios

  • Redes Sociais

  • Brasil

  • Black Friday

  • vendas

  • Reclamações

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”