Xiaomi, com lançamentos premium, busca consolidação

Buscar

Marketing

Publicidade

Xiaomi, com lançamentos premium, busca consolidação

Luciano Barbosa, head de projeto Xiaomi no Brasil, afirma que o momento também é de consolidação com o público

Taís Farias
30 de novembro de 2020 - 6h30

Modelo Mi 10T Pro com 8GB de RAM e 256GB será encontrado por R$ 6.999,99 (Crédito: Divulgação)

Neste mês, a Xiaomi, empresa chinesa de produtos eletrônicos que estreou sua primeira loja no Brasil em 2019, lançou os celulares Mi 10T e Mi 10T Pro. A linha é mais uma investida da companhia para se consolidar no segmento premium.  Entre os destaques do lançamento está a aposta na conectividade 5G. Os aparelhos também prometem fotos profissionais, com lente grande angular de 108MP.

Luciano Barbosa, head da Xiaomi Brasil (Crédito: Diuvlgação)

A versão Mi 10T com 6GB de RAM e 128GB será comercializado por R$ 5.499,99, enquanto o modelo Mi 10T Pro com 8GB de RAM e 256GB será encontrado por R$ 6.999,99. Os produtos serão vendidos nas lojas próprias da marca nos shoppings Ibirapuera e Center Norte, além do site (mibrasil.com.br).

Luciano Barbosa, head de03 projeto Xiaomi no Brasil, diz que o momento também é de consolidação com o público, que tem vencido as barreiras culturais. “Temos ganhado a simpatia dos brasileiros, que já perderam o preconceito com aparelhos chineses há certo tempo e nesse momento focam na qualidade e recursos que os dispositivos podem entregar”, conta o executivo.  Em entrevista, o head da Xiaomi fala sobre as expectativas com o lançamento e o futuro da companhia no País.

Meio & Mensagem – O que o lançamento da linha MI 10T representa para estratégia da Xiaomi no Brasil?
Luciano Barbosa – Trata-se da primeira linha compatível com a tecnologia 5G que a Xiaomi traz ao Brasil. É a consolidação da Xiaomi na categoria premium, com alguns dos melhores aparelhos da marca no plano global. Ao longo da pandemia, ampliamos o portfólio da marca com diversos modelos intermediários avançados. Já contávamos no Brasil com modelos premiuns, como o Mi Note 10, mas o Mi 10T chega para um novo momento de consumo dos brasileiros, sempre engajados por novas tecnologias.

M&M – Qual segmento de público a linha pretende atingir? Quais são as expectativas?
Barbosa – Os novos aparelhos têm como principal diferencial o conjunto de câmeras, além de contarem com recursos que garantem uma experiência única de produção de fotos e vídeos. São produtos que costumam ser procurados por pessoas que já conhecem a Xiaomi e sabem das inovações que apresentamos mensalmente. O segundo público são os fãs de tecnologia que buscam cada vez mais inovações. Podemos apontar ainda  influenciadores e blogueiros que geram conteúdo e estão atrás de um smartphone que ofereça realmente aplicações e recursos diferenciados, além de consumidores que desejam migrar da Apple para outra marca, por exemplo.

M&M – Como a pandemia impactou os negócios da Xiaomi? Qual é o balanço do ano de 2020?
Barbosa – O balanço de 2020 é muito positivo. A pandemia trouxe um novo comportamento às pessoas, que viveram com mais intensidade o lar. Dessa forma, o investimento em entretenimento, cuidado com a saúde e corpo e segurança da casa ganhou protagonismo entre as famílias brasileiras. Pudemos registrar grande procura, por exemplo, pela balança digital e também pelo robô aspirador, produtos que se consolidaram no nosso top 5 vendas. Nosso e-commerce registou até 800% de crescimento em vendas entre abril e setembro. Consequentemente, voltamos nossos esforços a aperfeiçoar a logística e implementamos novos serviços, como a parceria com o aplicativo de delivery Rappi, além de reformularmos o nosso site, visando torná-lo mais intuitivo e com seções que pudessem nortear os nossos fãs no momento da escolha dos dispositivos.

M&M – Quais são os planos para 2021? Existem outros lançamentos previstos?
Barbosa – Neste ano, alcançamos a marca de mais de 400 produtos em nosso portfólio no Brasil, com cinco grandes eventos realizados ao longo da pandemia. Para 2021, não pensamos diferente. O foco será na ampliação do mix de produtos, sempre buscando encurtar cada vez mais as datas de lançamento global X nacional, e ampliar a pulverização da marca, por meio de lojas próprias e parcerias com varejistas. Atualmente, a marca está presente em mais de 6 mil pontos de vendas, com as duas lojas físicas localizadas em São Paulo, além de grandes redes como Magazine Luiza, Pernambucanas e Casas Bahia e os principais marketplaces nacionais.

*Crédito da foto no topo: iStock

Publicidade

Compartilhe