Jogo “Fifa” mudará de nome após fim da parceria

Buscar
Publicidade

Marketing

Jogo “Fifa” mudará de nome após fim da parceria

Uma das mais populares franquias de videogame do mundo passa a se chamar EA Sports FC após fim do acordo com a entidade que representa o futebol


11 de maio de 2022 - 6h00

(Crédito: Diego Thomazini/Shutterstock)


Com informações do Advertising Age e da Bloomberg

A Fifa, uma das franquias de games mais populares do mundo, será renomeada para EA Sports FC. A mudança acontece depois que a Publisher do jogo, a Electronic Arts Inc., não ter conseguido renovar o acordo de licenciamento com a entidade de futebol.

O CEO, Andrew Wilson, disse que está “agradecido por todos os anos da parceria” com a Fifa e que o último game da franquia será lançado este ano. A nova série manterá os acordos de licenciamento com mais de 300 parceiros da EA, permitindo a exposição da maior parte dos jogadores, clubes e estádios do mundo.

A relação entre as duas empresas começou há quase três décadas, com o Fifa International Soccer Game 1993, que liderou as paradas da Sega e do Super Nintendo. Desde então, as parceiras produziram um novo jogo a cada ano, que renderam mais de US$ 20 bilhões em receitas para a EA e permitindo que ela anulasse potenciais concorrentes graças ao acordo de exclusividade. Em 2013, as duas empresas estenderam o contrato até este ano de 2022.

As negociações sobre a renovação, no entanto, acabaram sendo controversas e vieram a público em outubro do ano passado, quando a EA declarou que considerava uma mudança de nome. “A medida em que olhamos para o futuro, também exploramos a ideia de renomear nosso game global para EA Sports”, escreveu, na época, Cam Weber, general manager da EA. “Isso significa que estamos revisando nossa parceria de naming rights com a Fifa, que é separada de todas as outras parcerias e licenças no mundo do futebol”, completou.

A Fifa vinha buscando o dobro do que recebia da EA pelo uso de seu nome no jogo, de acordo com reportagem do New York Times. As duas empresas também entraram em desacordo a respeito da extensão dos direitos de exclusividade para outras áreas do jogo, como campeonatos e NFTs. A parceria parecia destinada a fracassar quando a EA registrou a marca EA Sports FC, como sinal de que pretendia seguir adiante sem a Fifa.

Agora, a Fifa está livre para trabalhar com outros publishers de jogos, embora possa ser difícil encontrar outra parceria que se encaixe aos objetivos da empresa. A única companhia concorrente do segmento, a Pro Evolution Soccer, da Konami Holdings Corp., declinou de parcerias nos últimos anos.

De forma prática, a mudança pode não mudar muita coisa para a EA, na visão dos analistas. Com os mesmos times, jogadores e estádios, é possível que muitas pessoas nem notem a diferença, exceto pela falta de um ou outro nome.

Publicidade

Compartilhe

Veja também