Amazon compartilhará dados de lojas sem caixa com marcas e anunciantes

Buscar
Publicidade

Marketing

Amazon compartilhará dados de lojas sem caixa com marcas e anunciantes

A empresa americana, que tem tecnologia 'Just Walk Out' em mais de 50 lojas, planeja compartilhar dados de câmeras e sensores


4 de julho de 2022 - 7h19

(Crédito: Reprodução)

Do Ad Age*

A Amazon.com Inc. criou sua tecnologia sem caixa para acelerar as idas ao supermercado ou a lojas de conveniência. Agora, a empresa quer usar o sistema de rastreamento para ajudar marcas e anunciantes na descoberta de como conseguir vender mais coisas.

Em um post no blog na semana passada, a empresa com sede em Seattle anunciou planos para começar a compartilhar dados coletados de suas câmeras e sensores de rastreamento de clientes.

Entre outras informações, a Amazon poderia dizer às marcas quantas pessoas acabaram comprando um item retirado de uma prateleira, quantas o devolveram e quantas compraram o produto posteriormente na Amazon.com. A iniciativa, batizada de Store Analytics, traz essencialmente os atributos de mineração de dados do e-commerce para as lojas físicas.

Essa tecnologia “Just Walk Out” da Amazon, introduzida em 2018 depois de anos em desenvolvimento interno, está instalada em mais de 50 lojas de varejo da Amazon, incluindo lojas de conveniência Amazon Go e mercearias Amazon Fresh. A rede de câmeras suspensas e sensores nas prateleiras registram automaticamente o que um comprador seleciona e fatura na saída.

Se as marcas acharem os dados úteis, a iniciativa poderá ajudar a Amazon a recuperar os enormes custos associados ao desenvolvimento e operação da tecnologia. As pessoas que trabalham no projeto e em empresas rivais que criam sistemas como esse, sem caixa, têm especulado há muito tempo sobre esses dados: quais itens as pessoas consideram e como os compradores navegam nas lojas podem ser lucrativos. Os analistas de varejo tendem a considerar as compras sem caixa uma maravilha tecnológica, mas ainda não um sucesso comercial generalizado.

A Amazon não incluiu detalhes de preços e um porta-voz da empresa se recusou a compartilhá-los. “As marcas terão acesso a detalhes sobre como seus produtos são descobertos, avaliados e comprados em lojas aplicáveis para ajudá-los a tomar decisões relacionadas à seleção, promoções e campanhas publicitárias”, sinalizou o blog.

Esse programa poderia renovar as preocupações de privacidade com o sistema sem caixa da Amazon. No post e no detalhamento que o acompanha, a empresa disse que os dados individuais dos compradores não seriam compartilhados e usou a frase “agregado e anonimizado” dez vezes. Vídeos e imagens de compradores não serão enviados às marcas, disse a Amazon, e compradores individuais podem optar por não incluir seus dados no Store Analytics.

(*) Tradução: Sarah Lídice

Publicidade

Compartilhe

Veja também