Estadão vê novos negócios em ampliação da renda variável

Buscar

Mídia

Publicidade

Estadão vê novos negócios em ampliação da renda variável

Queda de interesse em renda fixa possibilita parceria com a Ágora Investimentos, que conta com produção de conteúdo para clientes da instituição e leitores do jornal

Salvador Strano
12 de março de 2020 - 6h00

Clientes da Ágora terão acesso a conteúdo do Estadão dentro do aplicativo da corretora (Crédito: Kate_sept2004/iStock)

Com a diminuição da taxa básica de juros – e, por consequência, menores taxas de rendimentos com renda fixa – mais investidores passaram a entrar no ambiente da bolsa de valores. Além de mudanças estruturais no perfil do investidor brasileiro, essa movimentação foi responsável, também, por um novo projeto comercial do Estado de S. Paulo junto ao Grupo Bradesco.

Os clientes da Ágora Investimentos, corretora financeira do grupo, terão acesso dentro do aplicativo da instituição a conteúdo de finanças pessoais produzido pelo jornal especificamente para os correntistas.

“Percebemos que o mercado tem se populado de corretoras que compram veículos jornalísticos, bem como oferecem cursos e dicas que podem não possuir as características fundamentais do tipo de informação que as pessoas precisam e assim, ao invés de esclarecer, podem confundir ainda mais o investidor. Preferimos claramente uma linha diferente, que garanta a isenção jornalística e a máxima qualidade e profundidade da informação numa linguagem adequada às pessoas”, afirma Leandro Miranda, diretor-executivo do Banco Bradesco responsável pela Ágora Investimentos.

Além da entrega aos clientes da corretora, a Ágora passa a ser patrocinadora do novo projeto do Estadão para investimentos. Chamado E-Investidor, a plataforma conta com entregas no digital, impresso e rádio.

Parte da curadoria da plataforma passa a ser feita, também, pelos profissionais da Ágora. Essa área de conteúdo terá acesso gratuito ao público geral, fora do paywall do publisher. “Trata-se de um portal de conteúdo aberto e gratuito, desenvolvido para atender ao novo momento em que as pessoas estão em uma busca ativa por informação de qualidade sobre investimentos”, afirma Paulo Pessoa, diretor comercial executivo do Grupo Estado. “Existe uma demanda por este tipo de informação, por conta do aquecimento do mercado devido à queda da inflação, a redução da taxa de juros e uma nova previdência”, finaliza.

Para medir a efetividade dos projetos, a Ágora conta com métricas de performance como número de acessos, nível de satisfação dos clientes, conversão de leitores em clientes investidores, tipo e volume de investimentos. O jornal não abriu a data da chegada do E-Investidor ao público.

*Crédito da imagem no topo: Naypong/iStock

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Paulo Pessoa

  • Leandro Miranda

  • estadao

  • Ágora Investimentos

  • Grupo Bradesco

  • Jornais

  • jornalismo

  • Educação Financeira

  • Jornalismo Econômico

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”