Jovem Pan leva o streaming para o rádio

Buscar

Mídia

Publicidade

Jovem Pan leva o streaming para o rádio

Em meio ao aumento da audiência do meio, emissora investe R$ 30 milhões em plataforma que reúne toda a programação da grade, além de conteúdos inéditos


4 de maio de 2020 - 18h21

Programas da grade da emissora fazem parte do acervo (Crédito: Reprodução)

Por Amanda Schnaider e Bárbara Sacchitiello

A maior demanda por informação e conteúdo gerada nesse período de distanciamento social fez com que a Jovem Pan lançasse nesse início de maio o Panflix.

O projeto de streaming de conteúdo já vinha sendo trabalhado pela emissora e demandou um investimento de R$ 30 milhões. A plataforma, que está disponível para download nas lojas Apple Store, Google Play e também nas SmartTVs da Samsung, reunirá, além da programação ao vivo produzida diretamente nos estúdios da rádio, conteúdos exclusivos e originais.

No cardápio da Panflix estarão disponíveis todo o acervo da programação da casa, com entrevistas, debates, programas humorísticos e, também, o canal infantil JPKids.

Para monetizar a plataforma, o grupo de rádio está em negociação com marcas para a criação de projetos de conteúdo. “Estamos com vários projetos de conteúdo em andamento junto a grandes marcas internacionais. Queremos abrir novas oportunidades de negócios e oferecer projetos mais 360° e integrados a nossos clientes. Dada a necessidade do isolamento social, tivemos que rever nossos cronogramas, porém em breve teremos novidades”, diz Claudine Bayma, diretora de marketing do Grupo Jovem Pan.

O investimento da empresa de mídia em uma nova plataforma de conexão com o espectador acontece um momento em que o rádio, assim como os demais canais de mídia eletrônica, vem tendo um crescimento de sua audiência. Com mais pessoas em casa, o meio passa a ser o companheiro tanto de quem anseia por notícias e informações acerca da pandemia e de seus desdobramentos como para quem busca conteúdo musical e entretenimento para relaxar, como mostra reportagem publicada na Edição 1909, de Meio & Mensagem, disponível integralmente na área do Acervo do portal, que mostra as novas soluções e alternativas que as emissoras de rádio vem propondo tanto ao público quanto para os anunciantes. Segundo dados da Kantar Ibope Media, em março – período inicial do isolamento social na maior parte dos estados brasileiros – o tempo médio de consumo de rádio foi de 4 horas e 18 minutos (16 minutos a mais do que a média registrada no mês anterior.

A íntegra desta reportagem está publicada na edição semanal de Meio & Mensagem, que até o fim de maio pode ser acessada gratuitamente pelo plataforma Acervo (www.meioemensagem.com.br/acervo), onde também está disponível a consulta a todas as edições anteriores que circularam nos 42 anos de história da publicação. Também está aberto a todo o público, gratuitamente, o acesso à versão digital das edições semanais de Meio & Mensagem, no aplicativo para tablets, disponível nos aparelhos com sistema iOS e Android.

Publicidade

Compartilhe