Women to Watch #05 – Os significados da influência

Buscar

Mídia

Publicidade

Women to Watch #05 – Os significados da influência

Samantha Almeida, ex-head de conteúdo da Ogilvy Brasil, e Inaiara Florêncio, partner e diretora de plataformas da Avellar Media, falam sobre o papel dos influenciadores na sociedade e na publicidade

Bárbara Sacchitiello
9 de julho de 2020 - 6h00

Samantha Almeida, ex-head de conteúdo da Ogilvy Brasil e Inaiara Florêncio, partner e diretora de plataformas da Avellar Media, participam do quinto episódio do podcast (Crédito: Meio & Mensagem)

Cada vez mais presente no dia a dia de quem trabalha na área de comunicação – e para todos que usam as redes sociais – o termo influenciador define as pessoas que teriam o poder de incentivar comportamentos e hábitos. Mas o que significa, de fato, ser influente em um ambiente de tanto conteúdo, ideias e agilidade como o das redes sociais? E, assim como os demais segmentos econômicos, será que esse mercado de influenciadores está livre de estereótipos e desigualdade de gênero?

Uma pesquisa feita pela Squid em parceria com o YouPix mostra que não. O estudo “Machismo, Sexismo e Equidade no Marketing de Influência, divulgado no final de março, revelou que o homem criador de conteúdo ganha, em média, 20,8% mais que as mulheres – apesar de elas serem a maioria nessa área. A pesquisa foi realizada com a base de 2800 influenciadores do quadro da Squid, que reúne influenciadores de todo o Brasil.

Se a sociedade, como um todo, ainda está longe de atingir patamares de equidade, não teria como o marketing de influência não refletir essa disparidade. Essa é a conclusão de Samantha Almeida, ex-head de conteúdo da Ogilvy Brasil e com um histórico de trabalho na conexão entre marcas e pessoas, e de Inaiara Florêncio, partner e diretra de plataformas da Avellar Media. As duas profissionais são as entrevistas do Podcast Women to Watch #05, que procura analisar o papel dos influenciadores perante à sociedade e, também, dentro do ecossistema publicitário. Ouça:

O Podcast Women to Watch é um novo produto da plataforma Women to Watch, versão brasileira de uma iniciativa criada pelo Advertising Age há mais de 20 anos para destacar as mulheres das indústrias de publicidade, marketing e mídia. Desde 2013, o Women to Watch é realizado no Brasil pelo Meio & Mensagem. Ao longo de seis episódios, o Podcast Women to Watch reúne sempre uma dupla de profissionais de comunicação (que atuam em agências e anunciantes) para falar sobre os temas que impactam diretamente a carreira das mulheres e, por meio da troca de experiências pessoais e de diferentes visões, tentar apontar possível caminhos para que as futuras executivas, gestoras e empreendedoras encontrem um cenário profissional mais favorável.

Em março, na estreia do projeto, o tema abordado foi Maternidade, que contou com a participação da diretora de planejamento da Dentsu Brasil e presidente da consultoria MammaLab, Priscila Cerutti,e da diretora de marketing do Carrefour no Brasil, Silvana Balbo. Em abril, o tema discutido foi Criatividade, sob as experiências de Andrea Siqueira, diretora-geral de criação da BETC/Havas e Joanna Monteiro. Já em maio, Miriam Shirley, CEO da Sapient AG2 e Marcia Esteves conversaram sobre os desafios de gerir empresas e pessoas, sobretudo em tempos tão turbulentos como o atual. No mês passado, os temas da conversa foram Inovação e Tecnologia, debatidos por Sarah Buchwitz, VP da Mastercard na América Latina e Camila Costa, sócia e CEO da ID\TBWA. Todos os episódios estão disponíveis no Spotify e nas principais plataformas de áudio.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • inaiara florêncio

  • Samantha Almeida

  • Ogilvy Brasil

  • Avellar Media

  • comunicacao

  • podcast

  • digital

  • Redes Sociais

  • Influenciadores

  • Mulheres

  • sociedade

  • Women to Watch

  • oportunidades

  • Desigualdade

  • Credibilidade