Women to Watch: as homenageadas de 2020

Buscar

Mídia

Publicidade

Women to Watch: as homenageadas de 2020

Sete profissionais são destacadas na edição deste ano do projeto que, pela primeira vez, terá celebração aberta nas mídias digitais

Bárbara Sacchitiello
31 de julho de 2020 - 20h00

Em um período de tantas transformações e imprevisibilidade em relação ao futuro dos hábitos de consumo, de comportamento e da própria estrutura de trabalho, destacar profissionais que vêm puxando a engrenagem da indústria da comunicação por meio de uma atuação inovadora e efetiva torna-se uma missão ainda mais importante. Por isso, os sete nomes que compõem a lista das homenageadas na edição de 2020 do Women to Watch carregam a missão especial de representar uma extensa classe de mulheres que, dia a dia, vêm enfrentando — e superando — obstáculos árduos para construir trajetórias profissionais de sucesso em um mercado cujos desafios são renovados constantemente.

Assim como nas sete edições anteriores, as homenageadas deste ano do Women to Watch foram definidas por uma escolha do conselho editorial do Meio & Mensagem, com base em consultas a profissionais de agências, anunciantes, veículos e outras empresas que compõem a cadeia publicitária. Apesar de atuarem em diferentes setores da economia — startups, finanças, telecomunicações, bens de consumo, influência, consultoria e criatividade — as sete profissionais da lista compartilham a missão de construir estratégias e caminhos em segmentos que estão em constante evolução, ao mesmo tempo em que ajudam a quebrar barreiras que ainda se fazem presentes na jornada das mulheres no mercado de trabalho.

“A nomeação de uma profissional no Women to Watch acaba tendo uma importância dupla. A primeira é diretamente na carreira, ao jogar luz sobre o trabalho que essa profissional faz no mercado, e a segunda diz respeito à responsabilidade que ela passa a ter ao ser vista como uma inspiração para outras mulheres que também vislumbram uma trajetória bem-sucedida”, diz Marcelo de Salles Gomes, vice-presidente executivo de Meio & Mensagem.

O projeto 2020 do Wowen to Watch, que já havia sido incrementado com a inclusão de conteúdo multiplataforma — como a série de podcasts que debate diferentes aspectos da jornada feminina no mercado de trabalho —, ganha também uma nova roupagem na etapa das homenagens. Neste ano, a celebração das profissionais poderá ser acompanhada ao vivo, pelas plataformas digitais do Women to Watch. As homenageadas receberão as placas que simbolizam o projeto em São Paulo, no dia 15 de setembro, onde também acontecerão debates sobre os avanços e entraves da participação das mulheres na indústria da comunicação.

Conheça, abaixo, as sete homenageadas deste ano:

Ana Paula Castello Branco, diretora de branding e comunicação da TIM

Desde 2017 à frente das estratégias de marca e de posicionamento da operadoara de telefonia, Ana Paula Castello Branco tem no currículo passagens por várias áreas do mercado. Foi head de marketing na Huge e, antes, passou quase dez anos na Coca Cola, onde desempenhou diferentes funções, chegando ao posto de diretoria de marketing. É professora de branding da ESPM Rio.

 

 

Gabriela Onofre, CMO e sócia da Acesso Digital

Há um ano, Gabriela Onofre deu um novo passo na carreira ao trocar o universo das multinacionais pelo das startups, ingressando na brasileira Acesso Digital. Construiu uma carreira de liderança no nos maiores anunciantes do mundo: foi, por quatro anos, diretora de marketing global da marca Sempre livre, da Johnson & Johnson e passou outros 17 anos na P&G, onde galgou diferentes posições até alcançar o posto de diretora de marketing e comunicação.

 

 

Gleidys Salvanha, diretora de negócios para varejo do Google Brasil

Depois de uma trajetória consolidada na área de mídia de grandes agências de publicidade, Gleidys Salvanha, há sete anos, passou para o lado das empresas de tecnologia, liderando a área de soluções comerciais do Google para o varejo. Também passou por Y&R, W/Brasil e venceu o Prêmio Caboré na categoria Profissional de Mídia em 2008.

 

 

 

Keka Morelle, chief creative officer da Wunderman Thompson

Única mulher a ocupar o posto de CCO de uma grande agência brasileira, Keka Morelle assumiu a função em outubro de 2019, após a fusão entre Wunderman e J. Walter Thompson. Antes, foi diretora executiva de criação na AlmapBBDO e também passou por DM9DDB e F/Nazca. Conquistou o prêmio Caboré em 2018 na categoria Profissional de Criação.

 

 

Samantha Almeida

Até junho de 2020, quando decidiu se dedicar à elaboração de um projeto pessoal, Samantha Almeida ocupou o posto de head of content na Ogilvy Brasil, onde procurou levar ao universo das agências sua experiência de conexão entre marcas, influenciadores e cultura pop adquirida agência eMusic2/Mynd. Também foi líder de comunicação na Avon e na The Esteé Lauder Companies, além de ter trabalhado na Trifil & Scala e Levi Strauss Co.

 

 

Sarah Buchwitz, VP de Marketing e Comunicação da Mastercard

Há mais de três anos na empresa de operações de pagamento, Sarah Buchwitz transitou por diferentes esferas da comunicação. Foi head de marketing da ESPN Brasil, gerente sênior de marcas na Kraft Foods e passou quase dez anos na PepsiCo, onde alcançou o posto de gerente global de marketing da marca Lays, em Nova York.

 

 

 

Viviane Duarte, CEO e fundadora do Plano Feminino

Jornalista e empreendedora social, Viviane Duarte criou, há dez anos, a proposta do Plano Feminino, uma consultoria que visa orientar marcas e empresas à construir narrativas mais reais e responsáveis para as mulheres. Antes, trabalhou nas áreas de marketing e comunicação das empresas Unimed, Alquimia de Ideias e Cocamar. Também fundou o Instituto Plano de Menina.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Viviane Duarte

  • Samantha Almeida

  • Ana Paula Castello Branco

  • Gleidys Salvanha

  • Gabriela Onofre

  • Keka Morelle

  • Sarah Buchwitz

  • marketing

  • comunicacao

  • midia

  • Negócios

  • Mulheres

  • feminismo

  • Women to Watch

  • meio e mensagem