TikTok acelera como fomentador de negócios

Buscar

Mídia

Publicidade

TikTok acelera como fomentador de negócios

Agências, marcas e influenciadores criam unidades de negócios voltada a atender clientes para o TikTok ou produzir conteúdo para o mesmo

Thaís Monteiro
20 de novembro de 2020 - 6h00

Na terça-feira, 17, a Grey Brasil anunciou a criação da plataforma Grey Connectors, criada pela agência para amplificar o alcance das marcas no TikTok com relevância para o consumidor, eficiência financeira e de tempo e qualidade. Esse lançamento é mais um exemplo de marcas, agências ou criadores de conteúdo formando hubs especificamente para atender às demandas do aplicativo da Bytedance.

 

Plataforma oferece plugar experts em redes sociais (Crédito: Divulgação/Grey Brasil)

Percebendo o ar de novidade, liberdade e possibilidade de maior inteiração com o público no TikTok, a Nestlé fundou um hub de colaboradores dedicado a pensar na ativação de 30 marcas na rede social. Esse núcleo é formado por 30 embaixadores das marcas. O grupo foi selecionado a partir de um desafio interno.

A companhia optou por essa estratégia ao perceber que, internamente, havia um grande número de funcionários que já eram ativos na plataforma. O plano da Nestlé será entrar nos desafios já propostos pelos usuários de forma endêmica e não tentar forçar uma moda na rede social. Já as marcas selecionadas foram aquelas que a Nestlé entendeu como potenciais, mas o objetivo é experimentar novos formatos e divulgar inovações de cada produto.

“Historicamente, a forma como as marcas pensam é muito umbilical — minha mensagem, minha campanha — e o comum seria o brand manager querer lançar seus próprios desafios, mas estamos tentando respeitar o máximo possível como a plataforma funciona. Queremos identificar os desafios que melhor cabem para as marcas”, argumenta o executivo. A Nestlé também trabalha com os tiktokers Camilla de Lucas, Luciano do Valle, Renata Santti e Ibugou, e participou de um vídeo de Mário Júnior através da marca Leite Moça.

A observação de criadores de conteúdo sobre o potencial e especificidades da plataforma deram origem a Nice House, hub de conteúdo criado por Gustavo Meira, Mari Galindo, Vitor Choi e Willian Amaral ao observar demais houses de influenciadores fora do país, como a The Hype House, dos Estados Unidos, cujos criadores de conteúdo tem o TikTok como plataforma principal. Eles entenderam que um hub poderia ser uma oportunidade para conectar marcas a plataforma, já que a presença de anunciantes no TikTok ainda era mínima no primeiro semestre do ano.

“Do ponto de vista de performance, o TikTok é uma rede com um surpreendente índice de entrega de conteúdo e, consequentemente, se torna um poderoso canal de awareness para as marcas trabalharem sua presença, lançamentos e campanhas. No entanto, mais importante do que identificar os principais potenciais e KPIs da plataforma, o grande desafio nesse novo ambiente digital é saber como aproveitar essa entrega super eficiente de maneira estratégica, alinhada ao propósito do aplicativo e atendendo às expectativas de formato e conteúdo dos usuários dessa comunidade”, detalha Willian Amaral, cofundador e CMO da Nice House Brasil.

Diferente das demais plataformas, para o Willian o essencial do TikTok é o potencial de engajamento que as marcas podem explorar no desenvolvimento de conteúdos replicáveis para o usuário, como desafios de dança, jogos, tutoriais e vídeos POV (sigla para point of view, em que o usuário fala com a câmera como se estivesse interagindo com o público assistindo). Segundo ele, quem dita a relevância, longevidade e aceitação desses movimentos são os usuários da rede social e os creators de destaque, que se tornam os lançadores de tendências no ambiente.

**Crédito da imagem no topo: Kon Karampelas/Unsplash

Publicidade

Compartilhe