Patrocinadores do BBB abrem diálogo sobre tolerância

Buscar

Mídia

Publicidade

Patrocinadores do BBB abrem diálogo sobre tolerância

Avon diz que apoio psicológico é necessário e promove ação com ex-participante Lucas Penteado; Amstel também fez dinâmica sobre inclusão e respeito na casa

Bárbara Sacchitiello
15 de fevereiro de 2021 - 6h00

Em live realizada nesse domingo, 14, Avon convidou o ex-participante Lucas Penteado, que desistiu do programa após sofrer exclusão e críticas por parte dos outros participantes (Crédito: Reprodução)

A opinião mais comum entre o público espectador do Big Brother Brasil que costuma comentar o programa nas redes sociais é a de que a edição de 2021 da competição começou pesada. Comportamentos e posturas de participantes em relação aos demais colegas de confinamento acabaram rendendo discussões na casa, com episódios de exclusão e até mesmo de violência psicológica. Tal clima levou à saída precoce de um dos participantes da casa, o ator Lucas Penteado, que desistiu do jogo por não aguentar a exclusão e os julgamentos que sofreu dos demais participantes do jogo.

Desde que tais situações começaram a aparecer no reality show, as pessoas começaram a usar as redes sociais para questionar os patrocinadores do programa a respeito do clima da edição. Tradicionalmente o BBB é um dos principais produtos comerciais da Globo e a edição deste ano foi a campeã em quantidade de patrocinadores: foram 8 cotistas másters, empolgados, sobretudo, com a boa aceitação e audiência da edição de 2020: Avon, Americanas, Amstel, C&A, McDonald’s, PicPay, P&G e Seara.

Até o final da semana passada as marcas presentes no programa não haviam mencionado diretamente às polêmicas e situações de conflitos psicológicos presentes no programa. Desde sábado, 13, no entanto, as marcas começaram a encarar de frente os questionamentos sobre inclusão e empatia que o reality show vem ajudando a propagar na sociedade. Na edição de sábado, a Globo mostrou uma ação na qual a Amstel convidou os brothers da casa a discutirem questões de diversidade, empatia e inclusão, criando frases a respeito de cada um desses temas. E nesse domingo, 14, a Avon promoveu uma live com o ex-participante Lucas Penteado em suas redes sociais para abordar racismo, tortura psicológica, exclusão e a cultura do cancelamento.

Questionada pelo Meio & Mensagem a respeito de como vê as discussões e debates que essa edição do BBB vem trazendo a tona, a vice-presidente de marketing da Avon Brasil, Daniele Bibas, diz que, ao patrocinar o programa, a empresa busca, como parte da estratégia de mídia, reforçar a qualidade e os diferenciais de seus produtos e modernizar a marca, mas também estimular conversar relacionadas a temas importantes para a Avon, como a democratização da beleza. “No entanto, estamos atentos aos impactos causados à saúde mental das pessoas e consideramos que apoio psicológico é necessário diante dessas situações estressantes e de assédio. Sabemos que as dinâmicas do BBB são acompanhadas de perto pela direção do programa e por uma equipe de psicólogos que atua e oferece suporte sempre que necessário. Faz parte do propósito da Avon, como compromisso e dever social da empresa, construir pontes de diálogo, defender o direito de que todas as pessoas sejam tratadas de forma respeitosa e que tenha acesso a uma vida digna”, explicou.

Na live realizada no domingo, 14, Lucas Penteado conversou com a apresentadora Astrid Fontenelle. Chamada de #ConversaTaOn, a ação, de acordo com a marca, será perene e pílulas de conteúdo serão disponibilizadas nas redes sociais da Avon para convidar o público a participar do debate.

No caso da Amstel, também foi a preocupação com o clima da casa que fez a Heineken, fabricante da cerveja, a promover a ação com os participantes nesse sábado, 13. Em entrevista concedida ao colunista Mauricio Stycer, do UOL, Vanessa Brandão, diretora de marketing mainstream da Heineken no Brasil declarou que a marca entende que suas ações no programa podem reforçar o caráter de entretenimento e levantar temáticas importantes para a sociedade.

Opiniões da audiência
Antes dessas manifestações claras sobre o rumo tenso que a edição 2021 do BBB acabou tomando, as marcas patrocinadoras vinham usando as redes sociais para mostrar que concordavam com a opinião dos espectadores a respeito de alguns participantes da casa, mas sempre em tom leve e de humor.

A Americanas, por exemplo, fez um tuíte brincando com a fama da participante Lumena Aleluia, bastante criticada pelo público por fazer cobranças e julgamentos em relação ao comportamento dos demais competidores. Na rede social, a Americanas postou as portas da casa do BBB estavam autorizadas por Lumena a receberem entregas, movimentando um meme que vem ganhando as redes sociais e as demais mídias sobre o comportamento autoritário da sister.

https://twitter.com/americanascom/status/1359924888534933509

Já a Coca-Cola, que patrocinou a última prova do líder, realizada na semana passada, entrou na onda das redes sociais para lamentar a vitória de Karol Conká, personalidade que mais têm recebido críticas do público por seu comportamento intolerante no reality-show. Assim que Karol venceu a prova, a Coca-Cola postou uma imagem de suas latas formando a palavra SOS. A situação deu margem para que concorrentes como Pepsi e Guaraná Antarctica alfinetassem a marca nas redes sociais.

Questionada por Meio & Mensagem sobre a brincadeira, a Coca-Cola respondeu, de forma institucional, que “a campanha Alfabeto é uma forma de contribuir para um movimento de positividade que ajude todos nós a usar o diálogo, o respeito e a tolerância em lugar do conflito. Nas nossas conversas nas redes, abraçamos o sentimento compartilhado pelo público e queremos continuar estimulando as pessoas a trocar mensagens positivas por meio das nossas embalagens.”

Antes da ação #ConversaTaOn, a Avon também tinha usado as redes sociais para brincar com a opinião do público sobre os participantes. Em uma postagem no Twitter, a marca sugeriu que o participante Fiuk deveria usar o filtro solar Renew, endossando as brincadeiras e comentários que o público faz sobre a aparência pálida do ator e cantor. Daniele Bibas reforça que a marca gosta de conversas leves e bem-humoradas, mas que não desrespeitem as pessoas. “Tentamos enxergar todos os assuntos que começam no BBB – e depois são ampliados nas redes sociais – para conversarmos com nossos consumidores e revendedoras, cada vez mais jovens, digitais e atentos a tudo que acontece”, frisa.

Daniele também relembra que a primeira ação da Avon na casa já gerou discussões sociais importantes. Na ocasião, a marca levou uma caixa de maquiagem aos participantes e os homens a usaram e, com trejeitos femininos, passaram a imitar mulheres. A participante Lumena chamou a atenção dizendo que o comportamento era desrespeitoso com pessoas trans, que diariamente sofrem muito preconceito e violência da sociedade. “Nesse dia ficamos entre os quatro assuntos mais comentados no Trend Topics do Twitter, o que nos encheu de orgulho. Um dos nossos principais focos no programa é mostrar a variedade do portfólio da Avon e colocar à prova, em rede nacional, a qualidade dos nossos produtos”, explica. No geral, a VP diz que a Avon está adorando participar do BBB.

Publicidade

Compartilhe