WarnerMedia deixará de transmitir Brasileirão em 2022

Buscar

Mídia

Publicidade

WarnerMedia deixará de transmitir Brasileirão em 2022

Grupo de mídia usa cláusula contratual para encerrar contrato antes do previsto e não mais exibir a competição na TV paga

Bárbara Sacchitiello
29 de setembro de 2021 - 6h00

(Crédito: Bruno Oliveira/Fortaleza EC)

A WarnerMedia, que detém os direitos de transmissão na TV paga de alguns clubes participantes do campeonato brasileiro, anunciou que essa será a última temporada em que exibirá o torneio. O grupo informou nessa terça-feira, 28, que não mais exibirá o Brasileirão a partir de 2022.

O grupo tinha um contrato válido para a transmissão da competição até 2024, mas relata que tomou a decisão de não exibir mais o torneio amparado pela cláusula de saída prevista no contrato.

A história do Brasileirão no grupo começou em 2019, quando a Turner (como era chamado o grupo antes da fusão da WarnerMedia) começou a exibir os jogos dos clubes com os quais firmou acordo. Atualmente, esse grupo é formado por Athlético Paranaense, Bahia, Ceará, Fortaleza, Juventude, Palmeiras e Santos. Como na época da formalização dos contratos ainda prevalecia a lei anterior de direitos de transmissão, que estabelecia que um veículo só poderia exibir uma partida se houvesse negociado os direitos com os dois times envolvidos, a Turner só poderia transmitir os jogos que envolvessem confrontos desses clubes. Os demais times que disputam o Brasileirão possuem contrato com a Globo para a transmissão dos jogos na TV Paga.

“A decisão, amparada pela cláusula de saída prevista em contrato, foi tomada porque a oferta de transmissão fragmentada do Campeonato Brasileiro de Futebol não permite à companhia proporcionar uma experiência integral aos seus assinantes. Com venda pulverizada para a TV aberta e outras plataformas, além de outros fatores limitantes como falta de jogos exclusivos e os blackouts, o modelo atual não é sustentável para a companhia”, declarou a empresa, em comunicado postado em seu site. “A WarnerMedia Latin America reforça seu comprometimento com o conteúdo local e continua acreditando no esporte como uma excepcional plataforma para gerar conexões emocionais com a audiência. Neste sentido, seguirá trabalhando para adquirir direitos de transmissão que atendam nossa estratégia de priorizar investimentos em conteúdos mais completos e que proporcionem a melhor experiência aos usuários, sob o slogan da TNT Sports, ‘Paixão sem Limites'”, continuou o grupo.

O veículo informa, ainda, que a decisão não afeta a continuidade das transmissões da atual temporada, cujos jogos serão exibidos até o fim deste ano pela TNT e plataformas digitais Estádio TNT Sports e HBO Max.

Com a desistência da WarnerMedia, os clubes que mantinham contrato com o grupo ficam liberados para negociar os direitos de transmissão com outros veículos. Para esses novos acordos, já passam a ser aplicadas as regras da nova lei do mandante, que prevê que o clube com o direito de arena possa negociar as transmissões de todos os jogos dos quais tiver mando de campo, independentemente do adversário. A nova lei foi sancionada na semana passada, pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Publicidade

Compartilhe