FCC pede que Apple e Google retirem TikTok da suas lojas

Buscar
Publicidade

Mídia

FCC pede que Apple e Google retirem TikTok da suas lojas

Membro da Comissão Federal de Comunicações dos EUA acusa aplicativo de coletar grande número de dados confidenciais


29 de junho de 2022 - 17h13

Por Advertising Age

Um membro da Comissão Federal de Comunicações dos EUA está pressionando a Apple Inc. e o Google a remover o popular aplicativo de vídeo de propriedade chinesa Bytedance, o TikTok, de suas lojas de aplicativos, mas deve ter dificuldade em fazer com que as empresas o façam.

 

(Crédito: FrimuFilms/Shutterstock)

A FCC não regula as lojas de aplicativos e Brendan Carr, o membro responsável pela pressão, é republicano em uma comissão controlada pelos democratas. Sua agenda é definida pela presidente Jessica Rosenworcel, que foi nomeada pelo presidente Joe Biden.

Em uma carta à Apple e ao Google divulgada na terça-feira, 28, Carr chamou o TikTok de “uma ferramenta de vigilância sofisticada que coleta grandes quantidades de dados pessoais e confidenciais”.

A FCC não respondeu imediatamente a um pedido de comentário. TikTok, Apple e Google, da Alphabet Inc., não quiseram comentar.

O TikTok está sob pressão de autoridades dos EUA sobre se os dados privados dos americanos coletados por meio do aplicativo podem ser entregues ao regime autoritário da China – algo que o TikTok disse que nunca faria.

O ex-presidente Donald Trump tentou banir o aplicativo e forçar a ByteDance Ltd. A ação foi contestada no tribunal e Biden revogou a proibição de Trump em junho de 2021.

Nos EUA, o TikTok foi instalado 321,6 milhões de vezes e gerou US$ 694,3 milhões em gastos ao consumidor, o que pode se traduzir em cerca de US$ 208,3 milhões em taxas para as lojas de aplicativos da Apple e do Google, de acordo com SensorTower, que analisa o crescimento de aplicativos.

Publicidade

Compartilhe

Veja também