Não vamos parar

Buscar

Opinião

Publicidade

Não vamos parar

Empresas e colaboradores foram obrigados a adotar novos comportamentos e hábitos


17 de abril de 2020 - 19h51

(Crédito: Undrey/ iStock)

Nem o mais pessimista de nós, em janeiro de 2020, imaginaria o cenário que vivemos hoje. De um início de ano cheio de planos e metas, impulsionados pela esperança de uma economia que dava sinais de retomada, vivemos hoje uma pandemia que colocou em xeque a saúde das pessoas e a dinâmica dos negócios mundo afora.

Mas a realidade está posta. E, com ela, empresas e colaboradores foram obrigados a adotar, mesmo que de maneira compulsória, novos comportamentos e hábitos. Muitos profissionais, é claro, precisam estar nas ruas ou em instituições de saúde e outros estabelecimentos considerados essenciais. Outros tantos, por outro lado, estão aprendendo a desempenhar suas funções desde casa.

Temos de convir que, em vários casos, isso já era possível muito antes da Covid-19. Em nossa empresa, por exemplo, trabalhar normalmente de casa – ou de qualquer lugar – não mais constituía um problema. Ao longo dos últimos anos, uma série de aprimoramentos nos processos e investimentos em tecnologia permitiram o trabalho remoto da equipe. A cultura nômade, que conversa com a busca de tendências e a retenção de talentos ao redor do planeta, está completamente incorporada ao nosso DNA.

Há uma importante lição nesse nem tão novo modelo. Em tempos de isolamento social, conseguimos reforçar a proximidade com nossos colaboradores – oferecendo orientações e promovendo uma série de atividades voltadas ao bem-estar. Até happy hour virtual já fizemos. O mesmo vale para os clientes. Posso dizer que estamos cada vez mais perto e conectados, mesmo estando fisicamente distantes.

Fazemos parte de um mercado que usa a competência criativa e a capacidade de entrega para preservar empregos e criar soluções que ajudem os clientes em seus desafios. Em casa, em um escritório, em qualquer lugar do mundo: existimos para que organizações enfrentem, aproveitem e antecipem as constantes transformações dos novos tempos. Isso vale para um período de prosperidade, com a economia ativa e sem sobressaltos, mas também para momentos de crise – como o que vivemos agora.

Estamos, mais do que nunca, mobilizados para contribuir com a retomada da normalidade. Por isso, reafirmamos o compromisso com clientes, colaboradores, parceiros e colegas de mercado. Não vamos e não podemos parar: nossa proposta de valor fará a diferença nesse momento absolutamente desafiador, mas de grande aprendizado.

**Crédito da imagem no topo: Golubovy/istock

Publicidade

Compartilhe