O 5G vai nos conectar a um novo mundo de possibilidades

Buscar

Opinião

Publicidade

O 5G vai nos conectar a um novo mundo de possibilidades

Teremos muito mais velocidade com uma conexão fluida que vai suportar muito mais aparelhos consumindo muito menos energia


20 de agosto de 2021 - 11h30

(Crédito: Reprodução)

O 5G está batendo na nossa porta. Com o leilão previsto para acontecer este ano e sua implantação nas grandes cidades ainda em 2022, estamos bem perto de dar um passo importante na história da sociedade e conhecer o que será o mundo com todas as novas possibilidades tecnológicas. Parece um exagero tratar o assunto dessa forma, não é? Mas vem comigo que você vai entender como o 5G é mais do que uma nova opção no seu celular e pode mudar o jogo completamente.

Vamos primeiro aos conceitos. O que é, então, o tal do 5G? Podemos agrupar a tecnologia em quatro grandes evoluções.

A primeira – e mais óbvia – é a velocidade. O 5G opera em uma largura de banda maior, que permite um salto de 300 Mbps (megabits por segundo) para 10 Gbps (gigabits por segundo). É uma conexão 30 vezes mais rápida. Colocando em perspectiva, sabe aquela sensação com a qual ficamos quando saímos do moldem discado, que levava 30 minutos para baixar uma música, e passamos a poder contar com a fluidez do streaming? Agora teremos novas possibilidades, dado que um filme, que antes levava 2 minutos para ser carregado, passará a levar 3,7 segundos.

Não é só a velocidade que vai ficar mais rápida. A latência (que pode ser simplificada como tempo de resposta) vai cair de 45 milissegundos para 1. Toda vez que damos um comando, o computador envia esse dado (upload) que é processado e devolve a ação (download). Esse tempo vai ser reduzido a praticamente zero e isso significa que não perceberemos diferença entre interagir com sua própria máquina ou com algum dispositivo remoto.

Essas características vão ampliar as possibilidades de uso da tecnologia e mais dispositivos serão criados, o que será bem atendido pela terceira característica: a quantidade de conexões simultâneas. Hoje, quando vamos a um show, ficamos sem conexão de celular, não ficamos? Isso acontece porque uma única antena é capaz de conectar cerca de 10.000 aparelhos. Com o 5G, esse número vai crescer para 1 milhão. Assim, poderemos usar e abusar da quantidade de possibilidades que a velocidade e a latência vão gerar.

Por fim, com tanta coisa conectada é normal que fiquemos mais dependentes desses dispositivos e, no que depender do 5G, bateria não será um problema. A quarta característica é a eficiência energética quase 100 vezes melhor quando comparada ao 4G.

Resumindo, teremos muito mais velocidade com uma conexão fluida que vai suportar muito mais aparelhos consumindo muito menos energia.

Agora que conhecemos um pouco mais do que significa a tecnologia 5G, vamos trazer exemplos de por que ela se mostra um divisor de águas.

Poderemos ter mais segurança nas ruas porque será possível conectar cada lâmpada com um sensor que avisa a prefeitura caso ela queime, permitindo uma substituição mais rápida.

Poderemos conectar os semáforos, que passarão a ser geridos por inteligência artificial, alterando o fluxo das cidades, melhorando o trânsito e reduzindo as emissões de CO2 pelos veículos.

Com a latência zero, médicos de grandes centros de referência poderão consultar e até operar pessoas de zonas menos estruturadas, permitindo uma vida melhor para todos.

Enfim, os benefícios são inúmeros. Mas e para a publicidade? O que podemos esperar desse avanço tecnológico? Ainda é cedo para bater o martelo, mas consigo levantar alguns palpites.

Grande parte do nosso trabalho é sobre entreter. Quando as barreiras da velocidade caírem, teremos mais conteúdos sendo produzidos e em maior qualidade. O 4K poderá ser o novo padrão de produção e, por causa dele, provavelmente teremos que repensar o jeito de produzir. Mais do que isso, com a baixa latência, a experiência do usuário vai ser levada a um novo nível. Poderemos contar com mais interatividade e imersão, já que a tecnologia vai ser imperceptível. Teremos mais poder de encantar na camada do trabalho que aparece para as pessoas.

Também conseguiremos ser mais precisos. Todo esse poder tecnológico vai permitir que trabalhemos os dados de um jeito melhor. Processamento e cruzamento serão mais precisos e permitirão que trabalhemos melhor o nosso target, que vai se beneficiar de uma experiência melhor, gerando grandes resultados. Provavelmente isso acentuará a curva de crescimento do mobile commerce.

Mas essas são visões baseadas no mundo que conhecemos. Quando chegarmos lá, certamente abriremos os olhos para inúmeras possibilidades. Sempre que uma barreira tecnológica é ultrapassada, um novo mundo surge. E estamos bem perto de presenciar mais um desses momentos.

*Crédito da foto no topo: iStock

Publicidade

Compartilhe