Puma irá quadruplicar investimento em mídia

Buscar

Marketing

Publicidade

Puma irá quadruplicar investimento em mídia

Lançamento do e-commerce puma.com faz a marca contratar a Enext e aprofundar investimento em mídia digital no Brasil

Roseani Rocha
29 de novembro de 2019 - 6h00

Home do novo site, destacando a nova coleção em parceria com a Karl Lagerfeld (Crédito: Reprodução)

Recentemente, a Puma anunciou que lançaria uma plataforma global de e-commerce. O puma.com, feito em parceria com a Magento Inc. e a Oggetto, entrou no ar efetivamente este mês. No Brasil, isso significa que a partir de agora é a própria subsidiária da Puma quem irá cuidar do e-commerce até então tocado com a parceria da Netshoes havia oito anos.

Fabio Kadow, diretor de marketing da Puma no Brasil, explica que o projeto começou a ser implementado em mercados como o americano e o europeu há cerca de dois anos e aqui esperava o momento correto. Embora o desenvolvimento global da plataforma seja da Magento, localmente houve investimentos em uma equipe exclusiva para trabalhar no projeto e estrutura logística, sendo que o e-commerce usará o mesmo centro de distribuição que a marca já mantinha em Cotia, na Grande São Paulo.

“O objetivo é que o site seja a melhor experiência e o principal canal para o consumidor, com todo o portfólio de produtos, desde pré-lançamentos a itens exclusivos. Vamos conseguir trabalhar com todas as segmentações, desde os produtos mais técnicos, como os de running, até uma colab de moda que venderia num canal específico”, afirma Fabio.

Embora ele também afirme que na Puma nem se discuta uma meta específica de vendas para o e-commerce, o fato de que a companhia programou investir em mídia quatro vezes mais do que investiu em 2019 indica que as expectativas são altas.

Para a campanha de lançamento, sob o mote “Mudamos o jogo”, a Puma escalou a atriz Bruna Marquezine. Além disso, desde outubro está trabalhando com a Enext, consultoria em e-commerce e marketing digital do grupo WPP, com foco em performance.

“O investimento maior demonstra que a mídia digital será prioridade para 2020, com campanhas exclusivas para a puma.com. Continuaremos trabalhando forte para o público feminino, onde somos referência; em futebol, tanto com chuteiras quanto com o patrocínio ao Palmeiras; e em performance, tanto em running quanto training”, pontua Fabio.

O e-commerce não fará a Puma diminuir o investimento que costuma fazer em parceiros de varejo como a Centauro, acrescenta o diretor de marketing. Mesmo a Netshoes, diz, continua sendo um parceiro estratégico com o qual a Puma mantém relações comerciais “de extrema relevância” para o negócio.

Já sobre o desempenho da Puma local no contexto internacional da marca, Fabio Kadow afirma que o último trimestre foi o maior na história da Puma globalmente, com o mercado brasileiro sendo o que vem registrando maior crescimento (embora, claro, não seja o maior em termos absolutos). As vendas globais aumentaram 17%, atingindo 1,4 bilhão de euros. A divisão Américas, da qual o Brasil faz parte, registrou 498 milhões de euros em vendas.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Bruna Marquezine

  • Fabio Kadow

  • netshoes

  • WPP

  • Puma

  • Enext

  • magento

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”