Dengo investe em streaming para vendas online

Buscar

Dengo investe em streaming para vendas online

Buscar
Publicidade

Marketing

Dengo investe em streaming para vendas online

Criada em parceria com a produtora de conteúdo Rebobine, Loja ao Vivo permite que os consumidores interajam com um vendedor via transmissão de vídeo


26 de maio de 2020 - 12h00

Loja ao Vivo fica disponível entre meio dia e 21 horas, horário de atendimento das unidades (Crédito: Divulgação)

A pandemia acelerou a adesão ao comércio digital para empresas e clientes. A busca por criar uma experiência mais humanizada no online, no entanto, continua sendo um desafio para as marcas. Para solucionar esse problema e aproximar seus clientes, a fabricante brasileira de chocolates Dengo investiu em uma Loja ao Vivo. Com suas 18 unidades fechadas, a empresa levou o streaming para dentro de sua estrutura.

Criada em parceria com a produtora de conteúdo Rebobine, a ação inseriu uma ferramenta de transmissão ao vivo no e-commerce da marca. Os consumidores mandam suas dúvidas pelo chat e são respondidos por um funcionário via live. Enquanto conversa com o vendedor, o cliente pode interagir com os produtos e realizar suas compras. A ferramenta é opcional e foi criada para suportar acessos simultâneos.

O serviço fica disponível entre meio dia e 21 horas, horário de atendimento das unidades, e conta com um único vendedor na operação, que faz o streaming de dentro de uma das lojas fechadas da Dengo. A ferramenta já vinha sendo estruturada pela companhia, mas seu lançamento foi acelerado pelo isolamento social.

O valor da experiência 

“Desde sempre, nós discutimos como trazer para o online a experiência prazerosa do ao vivo”, explica Estevan Sartoreli, presidente da Dengo. Para ele, esse processo foi apenas um catalisador da necessidade que já existia de humanizar as vendas online. A ferramenta é um piloto e terá seus resultados avaliados durante três meses.

Outras vantagens da ferramenta são a possibilidade de uma venda assistida no e-commerce e o complemento da cesta, já que o consumidor pode ser instigado a experimentar novos produtos a partir do contato com o vendedor especialista. Segundo o presidente da companhia, a plataforma tem despertado interesse de outros varejistas e do público. “Algumas pessoas ficam ali só por estar vivendo uma experiência verdadeira e isso o consumidor sempre vai valorizar”, garante Estevan.

*Crédito da foto no topo: Reprodução

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Cade aprova a compra do Playcenter pela Cacau Show

    Cade aprova a compra do Playcenter pela Cacau Show

    Rede de chocolates adquiriu a empresa de entretenimento com o foco de ingressar no setor de experiências

  • Vult entra no segmento de produtos para cabelos

    Vult entra no segmento de produtos para cabelos

    Marca de beleza amplia atuação, colocando no mercado mais de 50 diferentes produtos para contemplar a diversidade brasileira