Google vs Amazon: quem vence a batalha dos assistentes virtuais?

Buscar

Google vs Amazon: quem vence a batalha dos assistentes virtuais?

Buscar
Publicidade

Marketing

Google vs Amazon: quem vence a batalha dos assistentes virtuais?

Companhias investiram mais de US$ 70 milhões em publicidade para as impulsionar as vendas de final de ano


2 de janeiro de 2018 - 11h25

Anúncio promove o alto-falante Echo, da Amazon, que vem com a assistente virtual Alexa embarcada

A luta pela liderança do mercado de assistentes virtuais teve mais um round durante a temporada de festas de final de ano, nos Estados Unidos – um movimento que ressalta as apostas pesadas pela preferência do consumidor dentre os dispositivos conectados.

Numa batalha que envolve duas das maiores empresas de tecnologia do planeta, os investimentos em compra de mídia de Google e Amazon ultrapassaram os setenta e quatro milhões de dólares, quando somados. O montante foi contabilizado pelo período de um mês: entre a semana do feriado de Ação de Graças, celebrado no final de novembro, e o dia seguinte ao Natal, em 26 de dezembro.

De acordo com os números calculados pela iSpot.TV, o orçamento do Google foi superior – e chegou a US$ 42 milhões  para promover o Google Home. Já a Amazon investiu mais de US$ 32 milhões para impulsionar as vendas de sua assistente virtual, chamada “Alexa”.

Estão inclusos nessa conta desde inserções em sites especializados da internet a espaços em horário nobre na TV, como os intervalos das transmissões da liga profissional de futebol americano.

Além dos anúncios, Google e Amazon também reduziram os preços para os seus alto-falantes inteligentes portáteis em 40%, reduzindo em US$ 20 o preço final para o consumidor durante a temporada de férias.

E o vencedor é…

De acordo com analistas de mercado, ainda é cedo para apontar qual empresa foi a grande campeã dessa disputa. Mas tudo indica que a vantagem, hoje, está com a Amazon.

Sem detalhar as informações, a companhia anunciou ter comercializado dezenas de milhões de aparelhos com seu assistente virtual embarcado, durante o período de vendas do final de ano. O Google não divulgou seus números.

Já de acordo com as estatísticas da consultoria App Annie, o aplicativo para interagir com a Alexa, da Amazon, ficou em primeiro lugar dentre os mais baixados durante o feriado de Natal – e também no dia seguinte. O aplicativo do Google Home ficou em sexto lugar nesta lista.

A venda de mais unidades durante o período de Natal é somente uma vitória em uma guerra mais longa, sobre qual assistente virtual se tornará o “agente de escolha” que oferece a extensão mais útil e conveniente para a vida das pessoas – uma disputa que envolve também a Apple, com a Siri.

Com informações do Advertising Age

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Mercado Livre Arena Pacaembu cancela abertura e show de Roberto Carlos

    Mercado Livre Arena Pacaembu cancela abertura e show de Roberto Carlos

    Apresentação do cantor marcaria a abertura do espaço de eventos do Mercado Pago Hall; Mercado Livre adquiriu naming rights do local em janeiro

  • Surf: Dream Tour define patrocinadores para 2024

    Surf: Dream Tour define patrocinadores para 2024

    Prio, Gerdau e Estácio promovem as quatro etapas do principal campeonato de Surf do Brasil