TV Cultura não quer ser museu

Buscar
Publicidade

Mídia

TV Cultura não quer ser museu

Presidente da Fundação Padre Anchieta, João Sayad fala sobre a reformulação da emissora


15 de junho de 2011 - 8h37

Há um ano à frente da presidência da Fundação Padre Anchieta, quando entrou para substituir Paulo Markun, o economista João Sayad acredita que apenas deu início à longa missão de colocar “a casa em ordem”. Com a tarefa de coordenar as verbas provenientes do governo e distribui-las para as emissoras de TV e rádio da casa, ele batalha para equacionar duas vertentes importantes: manter a linha educativa e erudita que marcou o estilo e a história da TV Cultura, a principal face da Fundação, ao mesmo tempo em que tenta tornar o canal mais atrativo e mais chamativo para a audiência comum.

Nessa entrevista, Sayad explica sobre o processo de reestruturação da equipe e da infraestrutura da emissora pública e também defende a abertura dos espaços para a veiculação de produções independentes.
 

wraps

Publicidade

Compartilhe

Veja também