Apple Intelligence: empresa concretiza planos com IA

Buscar

Apple Intelligence: empresa concretiza planos com IA

Buscar
Publicidade

Mídia

Apple Intelligence: empresa concretiza planos com IA

Anúncios de novas capacidades do iOS 18, melhoria na Siri, parceria com o ChatGPT, esforços em privacidade, entre outros, foram feitos no WWDC 2024, principal conferência da big tech


11 de junho de 2024 - 10h56

Após meses em silêncio e sem anúncios concretos, a Apple finalmente se posicionou frente ao mercado no que diz respeito à inteligência artificial. Após desistir de um projeto de carro elétrico e assistir ao avanço de suas concorrentes na corrida pela tecnologia, a marca de Steve Jobs apresentou sua IA própria: a Apple Intelligence.

apple intelligence

Diversos executivos da Apple participaram da palestra de anúncio de novidades durante o WWDC 2024 (Crédito: Reprodução/Apple)

O anúncio foi feito durante o WWDC 2024, principal evento da big tech, no qual investidores e grande público já cultivavam expectativas sobre um possível avanço em IA. Entre as novidades estão melhorias na Siri, sua assistente virtual e uma parceria com o ChatGPT, já especulada há algum tempo.

“A Apple Intelligence transformará o que os usuários podem fazer com nossos produtos, e o que nossos produtos podem fazer pelos usuários”, disse Tim Cook, CEO da Apple, durante o evento. A tecnologia será integrada aos produtos da empresa, como o iPhone, por meio dos sistemas operacionais iOS 18, iPadOS 18 e macOS Sequoia.

Cook enfatizou que a tecnologia deve ser intuitiva e fácil de utilizar. Por isso, combina a IA generativa ao contexto de cada usuário a fim de obter um alto nível de personalização e, claro, proporcionar maior utilidade.

Novidades em IA

Com o ChatGPT integrado ao sistema operacional, furto de parceria com a OpenAI, usuários poderão incrementar a experiência com recursos de compreensão de textos, imagens e documentos sem precisar alternar entre ferramentas. O recurso servirá como um suporte a solicitações que o sistema da Apple não conseguir atender sozinho.

A solução também poderá ser utilizada pela Siri. Para que a assistente virtual da Apple aproveite a inteligência do ChatGPT, o sistema enviará uma autorização antes que qualquer questionamento seja direcionado ao chatbot, bem como documentos ou fotos. A partir da autorização, a Siri será a portadora da resposta fornecida pela tecnologia da OpenAI.

Além desse avanço, IA generativa tornará a Siri mais inteligente devido aos avançados recursos de treinamento de linguagem. Agora, a assistente ganha tom mais natural e contextual, sendo capaz de acompanhar a fala do usuário – mesmo que contenha erros – e guardando informações e solicitações para um melhor fluxo de conversa. Será possível, ainda, alternar a solução entre texto e voz e pedir que ela realize em mais aplicativos.

Melhorias em texto, imagem e matemática

A melhoria do sistema contará com ferramentas de escrita, revisão e sugestão de conteúdo em e-mail, notas ou texto no geral. Nos apps Nota e Telefone, os usuários poderão gravar, transcrever e resumir áudios a partir da Apple Intelligence.

Também será possível buscar fotos e vídeos a partir de comandos específicos de contexto e até mesmo pessoas. Ainda, usuários poderão criar filmes a partir de fotos – basta fornecer uma descrição. Ademais, com a ferramenta Image Playground, a Apple Intelligence permite a criação de imagens com base em estilos de animação, ilustração ou esboço.

Já com as Math Notes, os indivíduos poderão escrever equações no iPad com o Apple Pencil e, assim, o aplicativo soluciona os problemas.

Tornando os emojis ainda mais divertidos e como forma de expressão, o novo sistema operacional. Além de imagens, haverá a possibilidade de gerar um Genmoji com base em uma descrição, ou a partir de fotos de parentes e amigos.

Ainda na linha de integrações, a Apple anunciou o envio de imagens de alta resolução de iPhone para aparelhos Android.

Privacidade

A inteligência artificial na Apple chegou acompanhada de uma forte preocupação com questões envolvendo a segurança e privacidade dos usuários. De acordo com a empresa, o processamento da tecnologia será feito nos próprios dispositivos em vez de data centers. Isso diminui o risco de comprometimento de informações.

A Apple ainda estabeleceu o Private Cloud Compute, sistema capaz de executar solicitações que demandem mais processamento com toda a segurança de nuvem.

Reação do mercado

Após os anúncios, as ações da Apple terminaram o dia em queda.

Não foram apenas os investidores e usuários que reagiram às novidades. Elon Musk se manifestou em seu perfil no X (antigo Twitter), dizendo que poderá banir dispositivos da Apple em suas empresas caso haja a integração com a OpenAI devido à questões de segurança. Confira:

 

 

 

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Anunciantes e Kantar criam novo player de medição de audiência nos EUA

    Anunciantes e Kantar criam novo player de medição de audiência nos EUA

    Chamada de Aquila, plataforma é fruto de coalização entre Associação dos Anunciantes, Kantar, Meta, Amazon e TikTok

  • Pinterest lança ferramentas de IA para criativos e performance

    Pinterest lança ferramentas de IA para criativos e performance

    Recursos estão sob guarda-chuva do Pinterest Ad Labs, novo programa de inovação da plataforma para marcas selecionadas testarem os protótipos