Depois do Instagram, Reels chega ao Facebook no Brasil

Buscar

Depois do Instagram, Reels chega ao Facebook no Brasil

Buscar
Publicidade

Mídia

Depois do Instagram, Reels chega ao Facebook no Brasil

Ferramenta de vídeos curtos é disponibilizada em mais de 150 países com soluções de anúncios e monetização a criadores de conteúdo


22 de fevereiro de 2022 - 15h52

Quase dois anos depois de ter sido apresentado ao público no ambiente do Instagram, o Reels, ferramenta de vídeos curtos, passa a ser disponibilizada para os usuários do Facebook. Nesta terça-feira, 22, Mark Zuckerberg, fundador da rede social, anunciou a expansão global da ferramenta para 150 países.

(Crédito: Divulgação/Facebook)

O Facebook Reels já vinha sendo utilizado, em caráter de teste, no território dos Estados Unidos desde setembro do ano passado. Agora, a ferramenta poderá ser utilizada em todo o mundo, por usuários que utilizam os sistemas iOS e Android.

Quando foi lançado no Instagram, em 2020, a proposta do Reels era fazer frente à concorrência do TikTok e de aplicativos de vídeos curtos, que vinham atraindo o interesse sobretudo do público mais jovem, por conta de recursos ágeis de edição de imagens e de publicação. Agora, a ideia é levar esse tipo de conteúdo ao Facebook.

Ao Meio & Mensagem, Maren Lau, vice-presidente regional da Meta na América Latina, destaca que o consumo de vídeo já é responsável pela metade do tempo que as pessoas passam no Facebook e que o formato do Reels é o maior contrbuinte para o crescimento do engajamento no Instagram. “Quando lançamos formatos para os criadores, assim como a possibilidade de monetização, reforçamos o nosso comprometimento de inovar para que eles transformem paixões em meios de se sustentar. Além disso, estamos trazendo formatos novos para anúncios que não interrompem o conteúdo, garantindo um espaço valioso para anunciantes de todos os tamanhos – colocando-os onde a atenção das pessoas está”, diz Maren.

Monetização e publicidade
Agora no ambiente do Facebook, o Reels quer se mostrar como um canal atrativo ao público, sobretudo aos criadores de conteúdo. Por isso, na apresentação da ferramenta, a Meta comunicou que, junto ao lançamento do Facebook Reels, diponibilizará opções de monetização direta por por meio do compartilhamento da receita de anúncios e suporte de fãs.

A empresa diz que está expandindo os testes de anúncios de sobreposição dos Reels do Facebook para todos os criadores de conteúdo nos Estados Unidos, México e Canadá. Nos demais mercados, esse serviço deverá chegar nas próximas semanas.

Entre os recursos com que o Facebook Reels contará estão os vídeos com 60 segundos de duração e a criação de um Reels a partir de um story. A empresa diz que está criando outras ferramentas de recortes de vídeos para facilitar a edição dos conteúdos ao vivo e de longa duração diretamente para o formato do Reels.

A nova seção do Reels estará na aba Watch do aplicativo do Facebook e os usuários também começarão a ver sugestão de vídeos do Reels em seu feed.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Fora do BBB 24, Beatriz Reis já faz ‘publi’ para a própria Globo

    Fora do BBB 24, Beatriz Reis já faz ‘publi’ para a própria Globo

    Participante do reality aparece em vídeo publicado nas redes sociais da emissora convidando o público a acompanhar as três novelas da grade

  • Músicas de Taylor Swift retornam ao TikTok

    Músicas de Taylor Swift retornam ao TikTok

    Canções da cantora estavam fora da plataforma devido a impasses em contrato de licenciamento com a Universal Music, gravadora que a representa