Fórmula 1: Ford e Red Bull pretendem rodar juntas em 2026

Buscar

Fórmula 1: Ford e Red Bull pretendem rodar juntas em 2026

Buscar
Publicidade

Mídia

Fórmula 1: Ford e Red Bull pretendem rodar juntas em 2026

Após mais de 20 anos longe das linhas de chegada da competição, a montadora firmou parceria com a Red Bull para os próximos ciclos da competição


6 de fevereiro de 2023 - 16h20

Ford e Red Bull se unem para Fórmula 1

Ford e Red Bull pretendem elaborar motores de propulsão elétrica eficientes ainda para o ciclo da Fórmula 1 de 2026 (Crédito: Divulgação)

A Ford e a Red Bull Powertrains, ramificação da empresa de energéticos voltada ao desenvolvimento automobilístico, firmaram uma parceria estratégica para a Fórmula 1 a partir de 2026.  As duas empresas devem elaborar novas tecnologias para o sistema de propulsão híbrida dos veículos. Para a empreitada, a Ford investe US$50 bilhões na elaboração dos motores que utilizam tanto de biocombustíveis ou eletricidade.

Isso quer dizer que, em 2026 – quando está previsto para que os motores passem a funcionar nos parâmetros da competição -, a Ford estará contribuindo tanto para a equipe Oracle da Red Bull Racing quanto à Scuderia AlphaTauri.

A união da Red Bull com a Ford acontece também no momento de mudança de regulamento da Fórmula 1, no qual serão exigidos motores elétricos de 350 kW, além de motores de combustão capazes de usar combustíveis totalmente sustentáveis daqui três anos.

Sendo assim, dentre as áreas de co-desenvolvimento, estão: os sistemas à combustão, elétricos, softwares de controle e as unidades de potência (cavalos). Já faz alguns anos que a Ford tem se interessado na produção de motores elétricos. De tal modo, que nos Estados Unidos, ela é a segunda companhia de veículos elétricos que mais vende modelos, dentre estes: o F-150 Lighting e o Mustange Mach-E. A Ford almeja também em 2026 ser a única fabricante a disputar as categorias de base até a Fórmula 1.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Como a Microsoft vem tentando estreitar os laços com os anunciantes

    Como a Microsoft vem tentando estreitar os laços com os anunciantes

    Carsten Rauh, head de native sales da Microsoft para EMEA e LATAM, comenta a oferta de soluções a agências e anunciantes e hábitos da audiência no Brasil

  • TNT levará UEFA Champions League para o YouTube

    TNT levará UEFA Champions League para o YouTube

    Canal exibirá, pela primeira vez em ambiente digital e gratuito, a competição continental