União Europeia investiga aporte da Microsoft na OpenAI

Buscar

União Europeia investiga aporte da Microsoft na OpenAI

Buscar
Publicidade

Mídia

União Europeia investiga aporte da Microsoft na OpenAI

Assim como Reino Unido, União Europeia estuda se aporte de Microsoft em OpenAI infringe suas regras concorrenciais


10 de janeiro de 2024 - 6h00

Nesta terça-feira, 9, a Comissão Europeia anunciou que investiga os aportes feitos pela Microsoft na OpenAI, dono do ChatGPT. Além disso, o braço executivo da União Europeia avalia outros acordos do mercado digital com desenvolvedores de inteligência artificial.

Microsoft-ChatGPT-OpenAI_Credito_AdobeStock

Parceria da Microsot com OpenAI data de 2015 (Crédito: AdobeStock)

A Comissão Europeia avalia se o investimento feito pela Microsoft à OpenAI infringe o o Regulamento de Fusões da UE e suas regras de concorrências. A Microsoft investiu cerca de US$ 13 bilhões na OpenAI. A parceria começou em 2015.

Ao mesmo tempo, o braço quer avaliar o impacto desse aporte nas dinâmicas do mercado e impedir que um pequeno número de gigantes da tecnologia controlem esse segmento.

Até 11 de março, ambas a Microsoft e a OpenAI devem fornecer dados e informações à União Europeia sobre concorrência no universo virtual e no mercado de inteligência artificial generativa.

Além disso, a Comissão Europeia consulta especialistas e demais empresas sobre questões envolvendo concorrência na indústria. A chefe antitruste da UE, Margrethe Vestager, fará visitas à Apple, Google e OpenAI e conversará com CEOs e diretores nas empresas.

Anteriormente, em dezembro de 2023, o CMA, órgão de fiscalização da concorrência do Reino Unido, convidou a big tech e a OpenAI para comentar sobre o investimento. O CMA avalia se abre uma investigação em relação às empresas e sobre impactos do aporte na concorrência do mercado no Reino Unido. O CEO da Microsoft, Satya Nadella, afirmou que a OpenAI seguirá com operação independente da Microsoft.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Como o público enxerga os anúncios em sites de notícias?

    Como o público enxerga os anúncios em sites de notícias?

    Pesquisa realizada pela Teads ao lado da CNN Brasil revela critérios para a escolha de site de notícias, bem como sentimentos em relação a anúncios em veículos

  • Operação brasileira da CNBC apresenta sede

    Operação brasileira da CNBC apresenta sede

    Redação, estúdios, áreas operacionais e gestão da emissora funcionarão em prédio no Itaim Bibi, em São Paulo