Warner Bros Discovery e Paramount estudam possível fusão

Buscar

Warner Bros Discovery e Paramount estudam possível fusão

Buscar
Publicidade

Mídia

Warner Bros Discovery e Paramount estudam possível fusão

De acordo com o portal Axios, líderes das duas companhias negociam a possibilidade de unir os negócios, o que resultaria em uma das maiores empresas de mídia do mundo


21 de dezembro de 2023 - 6h15

Warner Bros Discovery Paramount

(Crédito: Adobe Stock)

Do Ad Age

A Warner Bros Discovery Inc. estaria em negociações para uma possível fusão global com a Paramount, o que resultaria na junção entre duas das maiores companhias de mídia do mundo.

De acordo com pessoas próximas ao negócio, as negociações estão em fases iniciais e podem nem resultar, de fato, em um acordo.

David Zaslav, chief executive officer da Warner Bros. Discovery Inc., encontrou-se com Bob Bakish, CEO da Paramount Global, nessa terça-feira, 19, em Nova York, para discutir um possível acordo, segundo reportagem do Axios.

Zaslav também teria conversado com a chairwoman da Paramount, Shari Redstone, cuja empresa familiar é proprietária do controle acionário da Paramount, da CBS e de outras companhias de televisão.

Uma possível combinação entre as companhias uniria propriedades famosas de Hollywood, incluindo a Paramount e Warner Bros. Filmes e Estúdios e colocaria uma série de grandes marcas da TV paga, como HBO e CBS sob o mesmo “teto”.

A fusão de duas grandes companhias de mídia provavelmente enfrentaria um intenso escrutínio por parte de reguladores federais, que já investigaram diversos processos de fusão durante a gestão do presidente Joe Biden. De acordo com a Axios, executivos da Warner Bros. disseram que seria possível concluir a fusão porque a gigante não conta com uma rede de transmissão como a da CBS, da Paramount.

Warner Bros Discovery e Paramount: contexto dos negócios

As duas gigantes enfrentam dificuldades diante do cancelamento de assinaturas de TV em paralelo ao crescimento da nova geração de serviços de streamings. E esses streamings, por sua vez, tem um alto custo de programação e de aquisição de direitos de transmissão, sobretudo os esportivos.

Fontes próximas à Paramount disseram que o board da companhia está mais aberto a estratégias alternativas, como alianças com outras gigantes de mídia ou até mesmo a venda de parte da companhia para um private equite ou para uma empresa de tecnologia.

A Paramount já tem vendido alguns de seus ativos não-essenciais, como negócios imobiliários e a editora Simon & Schuster. A Bloomberg News divulgou nessa quarta-feira, 20, que a Paramount, mais uma vez, teria conversado sobre a venda da rede Black Entertainment Television.

A Paramount é controlada pela família Redstone, que é detentora da maioria das ações com direito a voto através da National Amusements, uma holding familiar. Shari Redstone também tem conversado sobre a venda da participação de sua família na Paramount com o produtor de cinema David Ellison e com RedBird Capital Partners.

Zaslav, da Warner Bros, tem mostrado um grande apetite por negociações, fundindo a rede de canais pagos da Discovery com a Scripp Channels e, mais tarde, adquirindo a Warner Media da AT&T em um negócio de US$ 43 bilhões.

O último acordo incluiu benefícios fiscais que impedem a Warner Bros. de fazer novas aquisições até abril de 2024, dois anos após a conclusão da transação com a AT&T.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Fora do BBB 24, Beatriz Reis já faz ‘publi’ para a própria Globo

    Fora do BBB 24, Beatriz Reis já faz ‘publi’ para a própria Globo

    Participante do reality aparece em vídeo publicado nas redes sociais da emissora convidando o público a acompanhar as três novelas da grade

  • Músicas de Taylor Swift retornam ao TikTok

    Músicas de Taylor Swift retornam ao TikTok

    Canções da cantora estavam fora da plataforma devido a impasses em contrato de licenciamento com a Universal Music, gravadora que a representa