Eu não vou mais me desculpar pelo meu trabalho

Buscar
Publicidade

Opinião

Eu não vou mais me desculpar pelo meu trabalho

Se você fica ansiosa toda vez que sente que está "trabalhando demais" mesmo sendo uma escolha consciente, identifique de onde está vindo essa pontada aguda no coração


25 de março de 2024 - 7h47

(Crédito: Adobe Stock)

Quantas vezes você se desculpou por decidir focar em fazer aquilo que decidiu fazer? Por se comprometer com o seu sonho e realmente não fazer muitas concessões, acredito que muitas. Já um homem não precisa se desculpar por estar “trabalhando demais” naquilo que ama. Eles estão focados. Nós, por outro lado, somos frequentemente rotuladas como obcecadas, sem limites e egoístas. 

Mesmo contribuindo com dinheiro e tempo, quando é nossa vez de esticar aquela reunião ou estar presente em um happy hour (onde muito dinheiro e poder estão em jogo), somos questionadas sobre nosso compromisso pré-estabelecido das 18h em ponto. 

E a culpa vai ali comendo nossa energia que seria muito importante para aquele próximo km que falta. Porque não é de 100 metros que vive algo grande. E nem dá para entender o porquê. De acordo com o IPEA, as mulheres trabalham, em média, 7,5 horas a mais que os homens por semana devido à dupla jornada, que inclui tarefas domésticas e trabalho remunerado.  

Se você fica ansiosa toda vez que sente que está “trabalhando demais” mesmo sendo uma escolha consciente, identifique de onde está vindo essa pontada aguda no coração que o acelera e suspende sua respiração. Perceba que o que você tanto quer, o seu ponto B, também está sedento por você e ali também mora a felicidade. 

Diálogos difíceis com os parceiros, amigos e família precisam acontecer. Procurem o amor para estar nos meandros dessas conversas. Mas, não esqueça de se amar e não abafar o que está latente, porque vai voltar. Então faça os combinados com prazos, datas, processo e organização. 

Mesmo que de vez em quando, tenha vontade de gritar. Seguem algumas dicas valiosas de comunicação não violenta:

– Separe o fato do sentimento. Tente trazer datas e situações;  

– O segundo passo é entender os sentimentos que estão por trás das observações realizadas; 

– Identifique e comunique suas necessidades logo, sem esperar a bomba estourar; 

– Pedir atenção ao invés de mandar; 

– Respire longamente e escreva. Escrever é uma forma quase mágica para organizar a estrutura da comunicação que você precisa.  

– E não adianta nada colocar tudo debaixo do tapete. Esse amargo voltará. Como cada minuto depois desse é só uma ilusão bonita que a gente decide acreditar, se movimente hoje. 

Com amor e potência, 

Dani Junco.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • W2W Summit 2024: Desafios da liderança e a arte de fazer escolhas

    W2W Summit 2024: Desafios da liderança e a arte de fazer escolhas

    Assista ao painel com Claudia Muchaluat, presidente da Intel Brasil, e Claudia Woods, CEO Latam da WeWork

  • Programa capacita mulheres negras para o mercado corporativo

    Programa capacita mulheres negras para o mercado corporativo

    Pacto Transforma conta com parceria da B3, Fundação Dom Cabral, Fundação Lenovo, Novonordisk, ADP Brasil e o apoio social da 99 Jobs e da consultoria Integrha