Mulheres reconhecem mais a importância da Parada LGBT+

Buscar
Publicidade

Women to Watch

Mulheres reconhecem mais a importância da Parada LGBT+

Nova pesquisa realizada pelo Instituto Locomotiva em parceria com a QuestionPro aponta que 73% das mulheres valorizam a realização dos eventos


3 de junho de 2024 - 9h24

Nova pesquisa da iO Diversidade, realizada pelo Instituto Locomotiva em parceria com a QuestionPro, aponta que 7 em cada 10 brasileiros reconhecem a importância da realização das paradas LGBTQIAPN+, sendo que as mulheres (73%) são as que mais valorizam a realização dos eventos, e os homens (62%) apoiam menos.

Os dados também mostram que a geração Z (18 a 29 anos) é a que mais reconhece a importância da realização de paradas da diversidade (77%), enquanto entre os baby boomers (61 anos ou +), o percentual cai para 61%.

Apesar da maioria reconhecer a importância desses eventos, 4 em cada 10 brasileiros ainda têm a visão de que as paradas da diversidade são apenas “bagunça” e não têm relação com manifestações políticas. A pesquisa também indica que um terço dos brasileiros acham que não é necessário resguardar os direitos da população LGBTQIAPN+ por meio de leis específicas.

Para a diretora da iO Diversidade, Rachel Rua, apesar do debate público sobre identidade de gênero e orientação sexual ter se tornado mais frequente nos últimos anos, ainda persistem algumas resistências em relação à população LGBTQIAPN+.

“Por exemplo, há uma frase muito presente na comunidade, que é ‘o fervo é luta’. Os dados apontam que, fora dela, isso não é percebido da mesma forma. Essa constatação para alguns de que as paradas de diversidade são apenas bagunça indica que a sociedade está distante de entender amplamente e legitimar essa forma de expressão política. Se não se entende, nem legitima, também há a dificuldade de reconhecer a necessidade de garantir o acesso aos diretos”, diz.

O levantamento ainda apontou que 89% das pessoas LGBTQIAPN+ acreditam que aqueles que não fazem parte desse grupo também deveriam apoiar a diversidade, e 91% dos brasileiros acham que questões sobre identidade de gênero e orientação sexual são mais discutidas hoje em dia do que antigamente.

“A pesquisa aponta mudanças importantes no comportamento dos brasileiros nas últimas décadas. Muitos consideram as paradas da Diversidade e do Orgulho LGBTQIAPN+ importantes, desafiando a ideia de uma sociedade contrária à diversidade. No entanto, há diferenças geracionais e de gênero: os jovens, especialmente a Geração Z, e as mulheres tendem a valorizar mais essas manifestações do que os homens e as gerações mais velhas”, explica o presidente do Instituto Locomotiva, Renato Meirelles.

Para a realização da pesquisa, foram feitas 1.500 entrevistas com homens e mulheres de todo o País, entre os dias 15 de abril a 2 de maio.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Beta Boechat: as pazes do ativismo com o mundo corporativo

    Beta Boechat: as pazes do ativismo com o mundo corporativo

    Após 15 anos no mercado de marketing e influência, a fundadora do Movimento Corpo Livre chegou a conclusões importantes sobre a diversidade na indústria da comunicação

  • LG usa IA com ar-condicionado para ajudar mulheres na menopausa

    LG usa IA com ar-condicionado para ajudar mulheres na menopausa

    Criado pela AlmapBBDO, projeto Modo Menopausa tem o objetivo de solucionar os calorões típicos do climatério