Hugo Rodrigues é o novo CEO da Publicis

Buscar

Comunicação

Publicidade

Hugo Rodrigues é o novo CEO da Publicis

Criativo assume o comando da agência no Brasil, dois meses após Paulo Giovanni ser apontado como chairman do Publicis Worldwide no País

Alexandre Zaghi Lemos
12 de novembro de 2014 - 10h50

Menos de dois meses após Paulo Giovanni assumir como chairman das agências Publicis Worldwide no Brasil, ocorre a primeira grande mudança nas empresas sob seu comando. Hugo Rodrigues, até então COO e CCO, assume como CEO da principal agência da Publicis Worldwide no País, a Publicis Brasil, e também da Salles Chemistri.

Até o momento, o grupo de agências inclui ainda Talent, Taterka, DPZ, AG2 Publicis Modem, Publicis Dialog, Digitas e Razorfish. Todas respondem a Giovanni, e a recente aquisição da Sapient pelo Publicis Groupe pode alterar esse cenário em breve.

Até então CEO da Publicis Brasil e da Salles Chemistri, e também da Ag2, Dialog, Digitas e Razorfish, Orlando Marques passa a integrar o conselho da agência no País. Ele é também presidente da Associação Brasileira das Agências de Publicidade (Abap).

“Esta nomeação é um passo natural na trajetória profissional do Hugo, que – desde 2008, quando se tornou vice-presidente de criação, e especialmente a partir de 2011, ao assumir como COO e CCO das duas agências – desempenha um papel-chave para que a Publicis e a Salles sejam referências de qualidade e performance”, afirma Giovanni, em comunicado oficial.

A promoção foi acertada na semana passada durante vinda ao Brasil de Arthur Sadoun, que desde outubro é CEO da Publicis Worldwide e também integra o comitê executivo do Publicis Groupe (holding dona da rede Publicis, que também controla no Brasil a Leo Burnett Tailor Made e a F/Nazca S&S).

Juntas, Publicis Brasil e a Salles Chemistri atendem Centauro, Colombo, CVC, Discovery, Essilor, Fundação Pró-Sangue, General Motors, Grupo SEB (Arno), Habib’s, L’Oréal, Nestlé, P&G, Pet Center Marginal/Petz, Sanofi, SBT, Senac, Sony e Yakult. “Implementarei ainda mais esforços para que a Publicis como um todo seja cada vez mais reconhecida pela profunda compreensão do negócio do cliente e do consumidor”, comenta Rodrigues.

Em mensagem dirigida a clientes e amigos, Orlando Marques diz que quando assumiu a presidência da Publicis Brasil, em fevereiro de 2007, a agência vivia “momento muito delicado”, “ocupava a posição de número 34 no ranking, perdia dinheiro e não tinha nenhuma personalidade no mercado”. “Foi um início muito difícil de reestruturação em que tivemos que demitir muitos para preservar os trabalhos dos outros e ganhar fôlego para voltar a crescer. Passados oito anos temos uma agência saudável, premiada, posicionada entre as Top 10, lucrativa e atraindo talentos e clientes”, salienta, dizendo que segue para o board para continuar ajudando “no que meus cabelos brancos puderem aportar de experiência”.

Confira campanhas da Publicis Brasil no Porfólio de Agências

wraps

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”