Marcas locais crescem mais do que as globais

Buscar

Marketing

Publicidade

Marcas locais crescem mais do que as globais

Levantamento Brand Footprint 2016, da Kantar Worldpanel, aponta que marcas nacionais respondem por 60% da compra de bens não-duráveis no mundo

Fernando Murad
19 de maio de 2016 - 9h01

Empty supermarket aisle,motion blur

Pesquisa analisou um bilhão de domicílios em 44 países junto com 300 bilhões de compras (crédito: fotolia)

Em termos de consumo de bens não-duráveis santo de casa parece fazer milagres. Pelo terceiro ano consecutivo, o ritmo de crescimento das marcas nacionais foi quase o dobro da taxa de incremento das multinacionais, de acordo com o estudo global Brand Footprint 2016, divulgado pela Kantar Worldpanel nesta quinta-feira, 19. Os resultados da versão brasileira do levantamento serão publicados com exclusividade na edição 1.711 de Meio&Mensagem, que circula a partir de segunda-feira, 23.

Enquanto os bens de consumo não-duráveis em geral cresceram 4,7% em valor em 2015, as marcas locais avançaram 6,2%, e as globais apenas 3,4%. As categorias de comida e bebida são as que as locais mais se destacam, tanto pela quantidade disponível quanto pelo número de vezes que são escolhidas. Em sua quarta edição, a pesquisa analisou um bilhão de domicílios em 44 países junto com 300 bilhões de compras a partir do Consumer Reach Points (CRP), métrica que considera a quantidade de consumidores que adquirem uma marca e a frequência com que isso acontece e, a partir desses índices, monitora a frequência de compra e penetração das marcas.

“O foco do Brand Footprint deste ano se estende além do ranking Top 50, pois a pressão das marcas locais continua pesando sobre sua competição global. Ao refletir no crescimento das empresas menores e locais, também avaliamos mais empresas de nicho, analisando tanto as marcas locais quanto as que estão prestes a entrar no ranking”, aponta Josep Montserrat, CEO Global da Kantar Worldpanel.

Ainda de acordo com o levantamento, as marcas locais respondem por 60% das compras mundiais de bens de consumo não-duráveis. As marcas nacionais prevalecem mais na Ásia, América Latina e partes da Europa, como a Espanha. Na China, representam 75% das decisões de compra do shopper. Indonésia, com 61%, e Índia, com 57%, também têm índices altos. As três marcas locais que tiveram os melhores desempenhos em 2015 são chinesas: Yili, Mengnui e Bright.

“Para as marcas locais, seus países são o mundo: elas olham para todo o país, e não apenas para as cidades de porte grande ou médio. Não só há mais marcas locais em todo o mundo, como também elas geralmente alcançam mais consumidores nas áreas mais remotas de seus mercados. Onde o orçamento for pequeno, elas acertarão as faixas de preço ou o tamanho dos pacotes” afirma Alison Martin, diretora da Kantar Worldpanel.

A-Coca-Cola-bottle-007.jpg

Marca está no topo do ranking há quatro anos (crédito: divulgação)

Já no topo da tabela, a Coca-Cola foi a mais escolhida do mundo pelo quarto ano consecutivo. O refrigerante também foi o primeiro em dez países. A Maggi, por sua vez, liderou entre as marcas de comida e a Colgate em saúde e beleza – além de ter registrado o maior aumento de consumidores pelo segundo ano consecutivo, com 40 milhões de novas residências.

Close-Up e Barilla foram as marcas que mais cresceram, subindo cinco posições cada. Entre os que estão prestes a entrar no ranking destaca-se Dettol, que cresceu num ritmo estável no último ano. O Top 10 global teve uma novidade: a indonésia Indomie, que entrou no ranking em oitavo lugar devido à inclusão de novos territórios. Além de Coca na liderança, o topo da lista tem, pela ordem, Colgate, Lifebuoy, Maggi, Lay’s, Pepsi, Nescafe, Knorr e Dove.

A penetração média das marcas analisadas é de 19,6% e a média de compra é de quatro vezes ao ano. Das 50 marcas do estudo, 47% cresceram e 75% atraíram mais lares e aumentaram sua penetração. O valor das vendas aumentou em 4% enquanto os volumes declinaram em 0,4%. A diminuição é uma tendência nos Estados Unidos, na América Latina e na Ásia. O volume da categoria comida e bebida diminuiu 0,6% globalmente, enquanto o de produtos de limpeza cresceu 0,6% e de cuidados pessoais 0,3%.

Top 10 Global Brand Footprint 2016

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Alison Martin

  • Josep Montserrat

  • Barilla

  • Brand Footprint

  • Bright

  • Close-Up

  • Coca-Cola

  • Colgate

  • Dettol

  • Dove

  • Indomie

  • Kantar Worldpanel

  • Knorr

  • Lay’s

  • Lifebuoy

  • Maggi

  • Mengnui

  • Nescafe

  • Pepsi

  • Yili

  • Consumo

  • pesquisa

  • ponto de venda

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”