Em campanha, Bahia aborda a cultura do estupro no futebol e na sociedade

Buscar

Em campanha, Bahia aborda a cultura do estupro no futebol e na sociedade

Buscar
Publicidade

Comunicação

Em campanha, Bahia aborda a cultura do estupro no futebol e na sociedade

Filme divulgado pelo clube nas redes sociais faz parte da campanha que apresenta o debate sobre o tema


25 de março de 2024 - 17h22

Bahia quer conscientizar sobre a cultura do estupro (Crédito: Reprodução)

Bahia quer conscientizar sobre a cultura do estupro (Crédito: Reprodução)

O Bahia lançou na última semana uma campanha contra a cultura do estupro. No vídeo, divulgado pelo clube em suas redes sociais, o narrador reproduz diversas frases machistas.

Além disso, uma mulher aparece completamente desnorteada após ouvir dizeres como “Mulher minha não se arruma para sair sozinha…será mesmo que ela não quis?”.

No final, a peça apresenta uma reflexão sobre machismo. “Se você tem atitudes machistas, você alimenta uma cultura: a cultura do estupro (…) A culpa é sua, o corpo não”. O filme se conecta com a campanha oficial de Dia Internacional da Mulher desenvolvida pelo clube.

Debate sobre estupro no ambiente esportivo

O debate sobre estupro ganhou força ambiente esportivo nos últimos dias logo após a sentença de prisão do ex-jogador Robinho, homologada pelo Superior Tribunal de Justiça brasileiro, após condenação feita anteriormente na na Itália, e sobre a autorização para que Daniel Alves deixasse a prisão na Espanha após pagar fiança de cerca de R$ 5 milhões. Ambos foram julgados e condenados por estupro.

Durante a semana, a presidente do Palmeiras e então chefe da delegação da seleção Brasileira, Leila Pereira, também deu seu depoimento em relação aos casos.

Ninguém fala nada, mas eu, como mulher aqui na chefia da delegação, tenho que me posicionar sobre os casos do Robinho e Daniel Alves. Isso é um tapa na cara de todas nós mulheres, especialmente o caso do Daniel Alves, que pagou pela liberdade. Acho importante eu me posicionar. Cada caso de impunidade é a semente do crime seguinte – disse Leila, ao UOL.

Após a fala da presidente do Palmeiras e chefe da delegação brasileira, o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, publicou uma nota oficial sobre o assunto. “ A CBF, todos os seus dirigentes e a comissão técnica da Seleção Brasileira se solidarizam com as vítimas brutais dos dois crimes cometidos pelos ex-jogadores”, diz a nota.

O comunicado dizia, ainda: “É vergonhoso que um atleta se sinta confortável para cometer esse tipo de perversidade acreditando que aquilo que conquistou pelo esporte vá de alguma forma lhe blindar de qualquer punição”, declarou.

Publicidade

Compartilhe

Veja também

  • Ford promove encontro de gerações para celebrar Mustang

    Ford promove encontro de gerações para celebrar Mustang

    Marca encena disputa entre verão antiga e moderna do veículo em comercial criado pela Wieden+Kennedy

  • LG incentiva descarte sustentável na troca de equipamentos

    LG incentiva descarte sustentável na troca de equipamentos

    Campanha promove a linha Lava e Seca Smart LG e foca nos ex-Washers incentivando a renovação da lavanderia e descarte correto